Preços Agropecuários

Café anda de lado e contratos registram quedas técnicas em Nova York

As cotações iniciam o dia com movimentos técnicos após encerrar o último pregão com desvalorização de mais de 400 pontos e também com baixas no mercado físico


Publicado em: 07/08/2020 às 10:50hs

Café anda de lado e contratos registram quedas técnicas em Nova York

O mercado futuro do café arábica iniciou a sessão desta sexta-feira (7) com poucas variações na Bolsa de Nova York (ICE Future US). As cotações iniciam o dia com movimentos técnicos após encerrar o último pregão com desvalorização de mais de 400 pontos e também com baixas no mercado físico. 

Por volta das 09h24 (horário de Brasília), setembro/20 tinha queda de 30 pontos, valendo 116,70 cents/lbp, dezembro/20 registrava baixa de 55 pontos, negociado por 118,40 cents/lbp, março/21 tinha baixa de 70 pontos, valendo 120,40 cents/lbp e maio/21 tinha baixa de 65 pontos, negociado por 121,50 cents/lbp. 

Segundo Fernando Maximiliano, analista de mercado da StoneX, vários fatores contribuíram para as baixas em Nova York na última sessão. O analista destaca que é importante lembrar que desde julho o mercado vem ganhos técnicas e boas movimentações de coberturas no mercado futuro e que  agora é natural que o mercado registre baixas, indicando uma correção. 

Também neste horário, o dólar reguistrava alta de 0,47% e era cotado por R$ 5,37 na venda. O dólar em alta pode pressionar os preços do café na Bolsa. Em contrapartida, dá suporte de alta para as exportações. O Brasil é o maior produtor e exportador de café do mundo. 

Fernando destaca que é importante que o produtor tenha em mente que o ano de 2020 está sendo atípica para o mercado, em decorrência da pandemia do Coronavírus. As preocupações com oferta e demanda ainda refletem diretamente em Nova York. Do lado positivo, o analista recorda que, na semana passada, a Nestlé divulgou que as vendas durante o mês de julho já foram mais positivas, indicando assim um aquecimento da demanda. 

Mercado Interno - Última sessão 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve queda de 3,24% em Guaxupé/MG, valendo R$ 597,00, Poços de Caldas/MG teve baixa de 1,17%, negociado por R$ 590,00, Campos Gerais/MG registrou queda de 3,20%, valendo R$ 605,00. Patrocínio/MG manteve o valor de R$ 600,00. Araguarí/MG manteve os preços por R$ 620,00 e Varginha/MG manteve a estabilidade por R$ 600,00.

O café tipo cereja descascado teve queda de 3,03% em Guaxupá/MG, valendo R$ 640,00. Poços de Caldas/MG registrou baixa de 1,89%, valendo R$ 725,00. Patrocínio/MG manteve o valor de R$ 650,00 e Varginha/MG manteve o valor de R$ 650,00.