Fruticultura

Produção de laranja recua no mundo

Relatório do USDA aponta queda de 14,5% na produção global de laranjas na safra 2019/2020 e redução de 23% na produção de suco


Publicado em: 31/07/2020 às 19:40hs

Produção de laranja recua no mundo

A produção global de laranjas deve recuar na safra 2019/2020. A projeção é de um relatório divulgado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). De acordo com o levantamento,  a produção global de laranja deverá ser 14,5% menor na safra 2019/2020 e fechar com 1,129 bilhão de caixas de 40,8 kg equivalentes.

O resultado é impulsionado pelas colheitas menores no Brasil, cuja colheita o USDA estima em 382 milhões de caixas, queda de 19%. O México também deve registrar uma produção 45% menor, com 61,2 milhões de caixas, o que seria a menor colheita desde o início dos anos 90.

A menor produção da fruta também gera reflexo na produção do suco de laranja. O USDA projeta a produção global de suco de laranja para a safra 2019/20 caia 23% para 1,6 milhão de toneladas, uma vez que a produção no Brasil e no México recuou devido ao menor número de laranjas disponíveis para processamento.

De acordo com o órgão americano, a produção de suco de laranja do Brasil será de 1 milhão de toneladas, recuo de 22%. Mesmo com a oferta mais baixa, o Brasil continua sendo o maior produtor e deve responder por mais de três quartos das exportações mundiais de suco de laranja.

Para a União Europeia a previsão é de uma produção de suco de laranja 21% menor, para 84.000 toneladas. Enquanto o México deve produzir 90.000 toneladas da bebida, uma redução de 50% em relação a safra anterior.

A produção de suco nos EUA tem queda estimada em 10%, para 297.000 toneladas, com um ligeiro aumento nas exportações, além de importações mais baixas para reduzir os estoques.