Cana de Açucar

CNA levanta custos de produção de cana-de-açúcar em SP

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), por meio do Projeto Campo Futuro, realizou na quinta (8) um levantamento de custos de produção de cana-de-açúcar no município de Pirassununga, em São Paulo


Publicado em: 14/10/2020 às 12:00hs

CNA levanta custos de produção de cana-de-açúcar em SP

Os encontros virtuais são resultados das medidas de segurança adotadas pela CNA para evitar o contágio por Covid-19. Os painéis reuniram produtores rurais e representantes das federações de agricultura dos estados e dos sindicatos rurais.

De acordo com os dados levantados, a propriedade modal da região possui 50 hectares de lavoura, com plantio 100% manual e colheita 90% mecanizada. A produtividade da safra 2019/2020 sofreu queda de 8,5% em relação à safra anterior, passando de 82 para 75 toneladas por hectare, em razão da forte seca que atingiu a região.

O assessor técnico da CNA, Rogério Avellar, informou que, por outro lado, houve melhoria na qualidade da matéria-prima em Açúcar Total Recuperável (ATR), um aumento de 8,7%. O preço do quilo do ATR também subiu, passando de R$ 0,62 para R$ 0,70, alta de 12,9%.

Com relação à formação do canavial, o produtor dessa propriedade modal desembolsa R$ 8.042 por hectare, valor considerado alto se comparado a outras regiões. O Custo Operacional Total (COT) fechou em R$ 88,77 por tonelada de cana. Já o Custo Total (CT) ficou em R$ 123/tonelada e a receita bruta foi de R$ 105 por tonelada de cana.

“Isso tudo gerou margem líquida de R$ 16,23. Mas quando associamos a remuneração da terra ao do capital, esse produtor tem um prejuízo de R$ 18,06 por tonelada de cana”, disse Avellar.

Fonte: Assessoria de Comunicação CNA

◄ Leia outras notícias