Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

SENAR e MDS planejam levar, juntos, tecnologias sociais às comunidades rurais do Semiárido

Dar às comunidades rurais acesso à agua tem sido um desafio no Brasil, devido aos grandes períodos de estiagem principalmente na região do Semiárido Nordestino. Pensando em proporcionar qualidade de vida de produtores e trabalhadores rurais dessa região, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) e o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) iniciaram uma aproximação nesta segunda-feira (10), durante uma videoconferência com as Administrações Regionais dos estados da Região Nordeste, Espírito Santo e Mato Grosso do Sul. A proposta é o SENAR se credenciar para participar do Programa Cisternas do Governo Federal, que leva tecnologias sociais às famílias do Semiárido.

“A intenção é o SENAR se credenciar como instituição parceira para a mobilização, capacitação e construção de cisternas. Hoje se abre uma janela de interação do SENAR com o MDS e as cisternas serão a primeira iniciativa, mas no futuro outras ações poderão ser colocadas em prática como a oferta da Assistência Técnica e Gerencial a esses produtores rurais”, afirmou o secretário executivo do SENAR, Daniel Carrara.

O Programa Cisternas atende famílias rurais de baixa renda atingidas pela seca ou pela falta regular de água, com prioridade para povos e comunidades tradicionais. Com a iniciativa, o MDS propõe viabilizar tecnologias sociais e de baixo custo para promoção da água para consumo humano e para produção de alimentos. São 14 tecnologias com metodologia e valores padronizados, sendo nove delas adaptadas ao Bioma Caatinga (Semiárido). Os modelos cisterna calçadão e de enxurrada correspondem a aproximadamente 80% das tecnologias implantadas pelo programa. Outros, também são utilizados, como barreiro trincheira, barragem subterrânea, cisterna telhadão e sistema de tratamento de reuso, explicou o diretor do Departamento de Fomento à Produção e à Estruturação Produtiva, Francisco Mello, da Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS.

“A tecnologia social mobiliza a comunidade e movimenta a economia local. Esse programa é uma prioridade para o governo e nossa meta é atender as famílias e comunidades rurais que ainda vivem sem acesso à água. O SENAR tem uma estrutura excepcional e de ponta que pode contribuir muito com o público do MDS. Será uma via de mão dupla e uma parceria de muito sucesso para os próximos anos. Eu acredito no trabalho de vocês, por isso estou aqui”, frisou. “Não existe uma agenda de segurança alimentar sem acesso à água.”

Desde a criação em 2003, a iniciativa atendeu 1500 municípios e mais de 1,3 milhão de famílias com água para consumo; 190 mil famílias atendidas com água para produção de alimentos e 3.962 escolas públicas rurais com a construção de cisternas.

Próximos passos

O Programa Cisternas trabalha com entidades privadas sem fins lucrativos, que são contratadas por meio de edital de chamada pública, mas antes as entidades precisam se credenciar junto ao Ministério do Desenvolvimento Social. As Administrações Regionais do SENAR que quiserem participar do programa devem fazer esse procedimento e aguardar o edital de chamada pública, publicado pelos governos estaduais.

“Muitas Regionais do SENAR já promovem capacitações com tecnologias sociais como as barragens subterrâneas. Precisamos fazer uma relação do que oferecemos com as normas e exigências do MDS para participação no programa. Depois, podemos pensar em uma capacitação nacional para nivelar as Administrações Regionais nas tecnologias sociais”, sugeriu o secretário executivo do SENAR, Daniel Carrara.

“A ideia dessa parceria é continuar assistindo às comunidades rurais com capacitação e futuramente assistência técnica desenvolvendo, assim, os estados e o País”, concluiu Francisco Mello, do MDS.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 17/07/2017 às 08:20hs
Fonte: Assessoria de Comunicação do SENAR
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: