Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Secretaria orienta produtores sobre aumento de produtividade leiteira com o manejo correto

O manejo correto para aumento da produção leiteira no Estado de São Paulo foi foco de encontro com produtores rurais em São Pedro do Turvo, na última sexta-feira, 10, realizado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento paulista e a Prefeitura Municipal, em parceria com o Sindicato Rural de Ourinhos. O secretário Arnaldo Jardim abriu o evento enumerando que o Governo paulista ainda compra de outros Estados 78% do leite utilizado em seus programas.

Para aumentar a participação do leite paulista nestas compras, o governador Geraldo Alckmin assinou, em dezembro de 2016, decreto que insere o subprograma Ppais Leite e Derivados no Decreto nº 57.755, que criou o Programa Paulista da Agricultura de Interesse Social (Ppais). O principal objetivo é fomentar a compra de leite e derivados pelas Unidades Gestoras do Estado (UGEs) e promover a interface com programas paulistas de desenvolvimento da agricultura familiar (leia mais aqui).

“Com o decreto assinado pelo governador Geraldo Alckmin, o Governo do Estado passa a comprar esse leite e nós vamos fomentar o aumento dessa produção”, explicou Arnaldo Jardim. Para alcançar este crescimento, a Secretaria levou ao Centro de Convivência do Idoso de São Pedro uma palestra para orientar os produtores sobre o que eles podem fazer com seu rebanho para melhorar a produtividade.

Ministrada pelo médico veterinário Alfredo Ferrari Souza, da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati) da Pasta em Ourinhos, a apresentação repassou informações importantes sobre alimentação e suplementação, sanidade e bem-estar animal, vacinação e medicamentos, importância da análise do solo, finanças e planejamento e qualidade do leite – fator determinante na hora da negociação do preço com os laticínios.

“Temos vários bons exemplos de gente ganhando dinheiro com leite”, apontou Ferrari, lembrando que os produtores que fizeram o curso de qualidade do leite oferecido pela Cati não passam mais por atritos na negociação. Isso porque eles afixaram o certificado em seus tanques-refrigeradores, indicando aos funcionários do laticínio que agora sabem quando o produto está bom (garantia de preço melhor) ou não, conversando de igual para igual.

Ele listou ainda que outras formações também foram realizadas junto aos pecuaristas de leite: sobre vacinação, aplicação de medicamentos, manejo reprodutivo, inseminação artificial e manejo de ordenha. Um bom exemplo da importância dessas iniciativas é a diferença na hora de conter o gado para vacinação. “Não basta apenas vacinar o animal, é preciso que haja uma contenção correta para a vacina ser aplicada, senão não imuniza”, lembrou o médico veterinário.

Para mais informações sobre iniciativas e tecnologias do Governo do Estado de São Paulo para a pecuária leiteira, o produtor pode procurar a Casa da Agricultura mais próxima de sua propriedade. Os endereços podem ser consultados clicando aqui

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 20/03/2017 às 08:40hs
Fonte: Assessoria de Comunicação Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: