Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Robôs não vão substituir agricultores, aponta estudo

Os co-robôs serão capazes de enxertar mudas ou até mesmo realizar o armazenamento de dados

Especialistas da Universidade de Wageningen, na Holanda, afirmam que os robôs não substituirão o produtor rural no futuro, pelo contrário, irão trabalhar em conjunto. O tema foi levantado em um intercâmbio de agricultores ingleses no país, realizado pelo Conselho de Desenvolvimento Agrícola e Hortícola (AHDB) da Holanda.

De acordo com os idealizadores, os co-robôs serão capazes de desempenhar tarefas repetidas como enxertar mudas ou até mesmo realizar o armazenamento e interpretação de dados. Para Gracie Emeny, gerente de intercâmbio de conhecimento do AHDB, a tecnologia tem muito a acrescentar no desenvolvimento da produção agrícola, podendo resolver de forma simples os problemas de doenças e produtividade.

"Da tecnologia visual, como câmeras hiperespectrais que podem detectar doenças como botrítis e oídio dentro da colheita antes de serem visíveis ao olho humano, até mecânicas finas ou 'mãos moles'. que pode enxertar e transplantar cultivos hortícolas delicados para ajudar em tarefas repetitivas, a tecnologia em desenvolvimento na Holanda tem um enorme potencial para ajudar empresas do Reino Unido”, comenta.

Segundo Erik Pekkeriet, gerente de desenvolvimento de Negócios, Agricultura, Robótica e Alimentação da Universidade de Wageningen, os co-robôs têm potencial para colaborar com a produção agrícola no mundo todo, mas alerta para as dificuldades que ainda serão enfrentadas. "Acredito que, no futuro, iremos robotizar totalmente as estufas comerciais. Porém, será uma luta difícil e mais difícil ainda será automatizar todas as tarefas pesadamente manuais em estufas", finaliza.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 26/06/2018 às 13:20hs
Fonte: Agrolink
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: