Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Reunião em Belo Horizonte encerra a série de encontros do GERAR CORTE 2017

O último encontro do GERAR CORTE 2017, realizado nos dias 21 e 22 de setembro, em Belo Horizonte (MG), reuniu 57 pessoas entre técnicos e convidados de Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo.

O encontro promoveu nove palestras, quatro “cases”, além de debates técnicos coordenados pelo médico veterinário José Luiz Moraes Vasconcelos, o professor Zequinha, da FMVZ-UNESP Botucatu-SP, universidade parceira do GERAR desde a criação do programa, em 2006, e principal responsável pelas análises dos dados reprodutivos das fazendas assistidas pelos 250 técnicos integrantes do Grupo.

Izaias C. Junior, da Zoetis, abriu o primeiro dia da reunião ressaltando a importância deste encontro anual do GERAR CORTE, que tem como principal objetivo promover a troca de informações e experiências entre os participantes. “Esses debates resultam em melhorias dos manejos reprodutivos na estação de monta subsequente e, consequentemente, no aumento de eficiência e maior lucratividade das fazendas de gado de corte”, enfatizou.

A primeira palestrante do dia foi Renata Fernandes, da Zoetis, que falou sobre “Mercado do Agronegócio: Cenário Atual e Perspectivas”. Em seguida, Marcelo Pimenta, consultor da Exagro, apresentou um tema de grande destaque nas seis reuniões anteriores do GERAR CORTE 2017: “Obtendo Bons Resultados na Cria Independente da Fase do Ciclo Pecuário”.

Na sequência, o professor Zequinha fez a sua primeira participação, coordenando um debate ao lado dos palestrantes Marcelo Pimenta e Renata Fernandes. Os três responderam a uma série de perguntas dos técnicos do GERAR-MG.

O primeiro dia de reunião foi encerrado com a palestra sobre o novo software “Líder IATF”, denominado “Otimize seu Tempo e Lidere com Eficiência a Gestão Reprodutiva do Rebanho”, apresentado por Fábio Frigoni, da CRV Lagoa.

Na reunião do segundo dia o professor Zequinha apresentou e discutiu com os técnicos do GERAR-MG os dados reprodutivos da estação de monta 2016/2017. Na última temporada, o GERAR CORTE superou a marca histórica de mais de 1 milhão de dados de IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo), acumulando um banco de informações com quase 4 milhões de protocolos.

Dados regionais – Além disso, foram debatidos os números regionais de IATF do relatório específico do GERAR-MG. Na última estação de monta, esse Grupo foi responsável pelo envio de um total de 53.751 Inseminações Artificiais em Tempo Fixo, um crescimento de quase 15% sobre os dados envidados na temporada anterior (46.974). Do total de sincronizações, registrou-se 28.457 gestações, resultando numa taxa média de prenhez à primeira IATF de 52,9%.

“Confirmando a nossa expectativa inicial, conseguimos fechar a bateria de reuniões do GERAR CORTE 2017 com chave de ouro, tendo, ao longo dos dois dias de evento, muitas discussões técnicas e aprendizados, além de palestras com temas variados e que despertaram grande interesse dos participantes”, comemora Izaias Claro Junior, Coordenador de Serviços Técnicos – Bovinos da Zoetis.

Outros palestrantes – Técnicos do GERAR apresentaram casos de sucesso em suas práticas. O primeiro a falar foi o médico veterinário Paulo Sérgio Lavigne Sampaio, conhecido como “Poca”, que apresentou o case “Desafio de Novilhas Nelore de 14 a 16 meses”. Depois, foi a vez de Arlício Borges Machado contar a sua “Experiência com MGA Pós-IATF”. Na sequência, Rodolfo Bonilha contou sobre o seu trabalho: “Aplicação de Lutalyse no D0 e D9”. Para encerrar, João Daniel também falou da sua experiência em utilizar “Duas Doses (d7 e d9) de Lutalyse em vacas”.

Outro tema de grande repercussão foi o uso da Ultrassonografia Doppler, nova ferramenta para programas de IATF, que permite a aplicação da ressincronização superprecoce. Essa palestra foi apresentada por um dos responsáveis pela criação da metodologia de uso do Doppler, o médico veterinário Guilherme Pugliesi, da USP-SP.

No período da tarde, o evento seguiu com a palestra “Interação Nutrição e Reprodução de Vacas”, ministrada por Eduardo Batista, da Cargill/Nutron. Em seguida, foi a vez da médica veterinária Adriane Zart, consultora da Personal Pec, apresentar outra palestra de enorme sucesso nas reuniões do GERAR CORTE 2017: “Stockmanship Nada nas Mãos – A Técnica em Ação”, sobre o manejo do gado sem uso das mãos, com ênfase no bem-estar animal..

Daniel Biluca, da Zoetis, deu sequência ao evento apresentando o tema “Clarifide Nelore 3.0 e sua Contribuição para Apoiar e Complementar os Serviços Prestados pelo Técnico GERAR”. Na parte final da reunião, o professor Zequinha voltou a debater os números da última estação de monta com os técnicos do GERAR-MG, dessa vez sobre dados de TETF (Transferência de Embriões em Tempo Fixo).

A reunião em Belo Horizonte foi encerrada com a participação do CEO do BeefPoint e do AgroTalento, Miguel Cavalcanti, que abordou o tema: “Como vender serviços com preço premium e se diferenciar da concorrência”. Miguel agradeceu a participação no evento: “Muito obrigado a todos do GERAR pelo convite, foi muito bom poder participar de uma reunião ao lado deste seleto grupo de técnicos altamente capacitados”.

Sobre o GERAR CORTE

O GERAR (Grupo Especializado em Reprodução Aplicada ao Rebanho) é um grupo qualificado de 250 técnicos, que trabalham e discutem inovações e resultados referentes à IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo) e TETF (Transferência de Embriões em Tempo Fixo). Os dados são coletados nas fazendas de gado de corte atendidas pelos técnicos, analisados pela equipe da UNESP-Botucatu-SP e apresentados nas reuniões anuais do grupo GERAR.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 03/10/2017 às 13:20hs
Fonte: Zoetis
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: