Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

RELAÇÕES EXTERNAS: Chineses anunciam interesse em ampliar parcerias comerciais com o Paraná

A China é um dos maiores importadores de produtos paranaenses, principalmente de proteínas animais, soja, papel e celulose.

Ampliação - A proposta do Governo, agora, é ampliar a participação na economia paranaense com a atração de investimentos de empresas chinesas. “A China é uma grande parceira comercial do Paraná e do Brasil. Temos interesse em consolidar as boas parcerias que temos e receber novos investimentos em nosso Estado” disse Richa. “O Paraná está de portas abertas para as empresas chinesas, que podem trazer um desenvolvimento mais vigoroso e gerar mais empregos para os paranaenses”, destacou.

Ciclo industrial - Segundo ele, os programas do Governo do Estado para atração de investimentos privados, fortalecimento das empresas públicas e os investimentos em infraestrutura fazem com que o Estado se destaque no cenário nacional. “O Paraná passa pelo maior ciclo industrial de sua história. Com os programas de governo que implantamos para garantir estabilidade e segurança jurídica conseguimos reinserir o Estado na agenda nacional e internacional de investimentos”, afirmou o governador.

Interesse - O cônsul-geral explicou que a condição do Paraná no cenário nacional atrai o interesse dos empresários chineses. “A China tem importantes parcerias e quer, neste momento, fazer mais investimentos no Estado, considerando que o Paraná é a quinta economia do País, tem uma boa gestão e uma economia variada”, disse Yang.

Áreas - Ele citou o interesse em investimentos principalmente nas áreas de logística, infraestrutura, energia, telecomunicações e no agronegócio. “Queremos conhecer melhor o Estado, trazer mais investimentos, fechar mais negócios e aprofundar os nossos laços de amizade e cooperação”, salientou.

Prospecção – O presidente da Agência Paraná de Desenvolvimento (APD), Adalberto Netto, ressaltou que o Estado prioriza a China na atração de investimentos. Ele lembrou que uma comitiva liderada pelo governador Beto Richa esteve no país em 2015 em busca de novos negócios com empresas chinesas.

Análise - “Fizemos uma análise dos países que estavam investindo na América do Sul e tinham potencial de negócios, e a China apareceu em primeiro. Por isso, priorizamos o país na agenda de prospecção de investimentos para o Paraná”, explicou Netto. “Eles também têm interesse no Paraná, porque o governo fez vários ajustes que chamam a atenção dos investidores”, disse.

Tecnologia - Além das parcerias já consolidadas no setor do agronegócio, o interesse do Estado é atrair investimentos na área de tecnologia. “A China é uma das líderes de patentes e inovação tecnológica. O Paraná precisa se alinha com isso para ter um espaço maior no mercado”, acrescentou.

Presenças – Participaram da solenidade o secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho; o diretor-presidente da Fomento Paraná, Juraci Barbosa Sobrinho; o conselheiro-geral do Consulado Geral da China, Yu Yong; os vices-cônsules do Consulado Geral da China, Niu Tão e Yu Huiyong, e os empresários chineses.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 15/03/2017 às 18:30hs
Fonte: Agência de Notícias do Paraná
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: