Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Propriedade amplia produtividade em 19% com uso de instrumentos para condução das lavouras

A informação é fundamental para que o produtor rural conheça a área em que vai plantar e desenvolver a sua cultura. As novidades tecnológicas direcionadas para coletar um maior número dados sobre as lavouras vêm mudando a rotina no campo brasileiro e garantindo maior produtividade e renda. Ferramentas utilizadas para fazer a agricultura de precisão ganham cada vez mais espaço em todas as regiões produtoras do país.

O produtor do município de Itaporanga, em São Paulo, Renato Nadai, é um exemplo da presença da tecnologia da informação nas lavouras. Por dois anos na soja e um ano no feijão, ele usou instrumentos para análise agronômica em parte das áreas, como experiência. Mas, nesta última safra de soja dois equipamentos foram utilizados em toda a área. Um deles é o sistema HidroFarm, ideal como primeira ferramenta de controle de irrigação e baseado na medição da umidade do solo. Também pode ser usado como um complemento a outros sistemas, permitindo verificar a umidade real, trazendo as informações para dentro da fazenda.

O outro instrumento utilizado por Nadai, é o ClorofiLOG, um medidor eletrônico de teor de clorofila, que permite identificar o estado das lavouras de forma simples e direta. O teor de clorofila é proporcional a nutrientes fundamentais, como o nitrogênio, e com o uso do ClorofiLOG é possível identificar e corrigir deficiências de forma rápida e diretamente na lavoura. O HidroFarm e o ClorofiLOG são da empresa brasileira Falker, especializada em equipamentos e softwares para agricultura de precisão.

Segundo Nadai, na última safra de soja o uso dessas ferramentas representou um ganho significativo, aumentando em 19% a produtividade. Explica que com o ClorofiLOG e monitorando o teor de nitrogênio, e uso de um fertilizante foliar, conseguiu reduzir custos, passando em torno de quatro a cinco litros de nitrogênio na folha, para elevar o seu teor em 52%, sem causar estresse na planta, que se desenvolveu mais e melhor, gerando uma produção bem superior. "Na área do sistema antigo, tirei 180 sacas por alqueire (74 sacas por hectare) e usando o ClorofiLOG colhi 214 sacas por alqueire (88 sacas por hectare) na soja. Economizei R$ 600,00 por alqueire em outros produtos", observa.

Nadai destaca que na sua área de plantio foi feita correção de solo baseada em agricultura de precisão, o que permite identificar onde tem algum déficit. Salienta a importância em utilizar o ClorofiLOG e o HidroFarm juntos porque muitas vezes a planta está com deficiência nutricional, mas devido à falta ou excesso de água na raiz. "A agricultura de precisão está ganhando um espaço maior na região de São Paulo, principalmente entre os produtores mais jovens, que entendem que só colocar bastante adubo, ureia, não vai significar uma boa produção. Os agricultores devem entender que a utilização dessa ferramenta reduz custos e aumenta os ganhos", salienta.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 22/06/2017 às 13:20hs
Fonte: Assessoria de Comunicação da Falker
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: