Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Programa do Senar Minas mostra importância do Turismo Rural na região da Serra do Brigadeiro

Este é um dos pontos destacados pelo programa de Agente de Turismo Rural, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar Minas), que qualificou dez pessoas para atuar regionalmente com a comunidade, poder público e iniciativa privada. O evento de encerramento do programa ocorreu na última quinta-feira (19) em Miradouro, que é um dos municípios parceiros junto de Fervedouro, Muriaé e São Francisco do Glória.

“É importante fazer esse trabalho com esses municípios porque há um grande potencial para alavancar o turismo. Têm área cultural, propriedades antigas, muito pontos de cachoeira e faltava agregar isso tudo em um projeto maior. O trabalho do Senar foi voltado para estimular os municípios a agirem juntos e verem os trabalhos terem continuidade”, destacou a gerente regional do Senar Minas em Viçosa, Silvana Novais.

O turismo rural é uma modalidade nova no Brasil e mais recente ainda em Minas Gerais. No programa do Senar, foram abordados temas como segurança, condução de turistas, alimentação, hospedagem e planejamento de eventos, além de catalogar as potencialidades turísticas da região. Entre os objetivos, está preparar os profissionais com visão de negócio para fomentar o turismo rural, colaborando para o desenvolvimento econômico, social e ambiental.

“O turismo rural é autêntico e Minas Gerais precisava qualificar essas pessoas e profissionalizar o turismo. E agora nós temos profissionais devidamente treinados e surge um novo objetivo para mudar a cara do turismo no estado. Essa turma é quarta desse ano e todas estão com excelentes resultados e projetos”, disse a instrutora do curso, a turismóloga Gal Bernardo.

A qualificação, em parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Miradouro, contou também o Circuito Turístico Serra do Brigadeiro e as Prefeituras. Representantes do poder público e gestores da área puderam se reunir em uma mesa-redonda para fazer suas observações e contribuições para o turismo e o trabalho realizado por eles.

“Se não trabalharmos com o turismo, estaremos pecando com o futuro. Nós estamos investindo e acreditando no turismo e verificamos que temos trunfos que não estamos usando. Este é um pontapé para o desenvolvimento da região. Temos que estar coesos pelos mesmos objetivos”, disse o prefeito de Miradouro, Almiro Marques de Lacerda Filho, o Mirim.

Percorrendo a Serra

No evento também foi apresentada uma iniciativa que está em andamento na região: a “Volta do Brigadeiro”. O projeto começou em 2016, com a idealização do gestor do Circuito Turístico Serra de Minas, Marco Antônio Barros. Após receber recurso, ele iniciou a execução do projeto, que abrange áreas de quatro circuitos turísticos e 13 municípios. São mais de 400 quilômetros de roteiros.

“O programa do Senar vem somar porque estamos falando de políticas de desenvolvimento turísticos. As capacitações e qualificações são primordiais porque, caso contrário, isso não vai adiante. Esse curso, além de capacitar, sensibiliza e cria pessoas que vestem a camisa e caminham em prol do turismo para que ele possa de desenvolver. Acredito que a gente poderá fazer muito pela nossa região”, destacou.

O roteiro propõe que o turista escolha como quer percorrer a região e se aventurar (caminhada, cavalo, bicicleta, quadriciclo e 4x4) e vá coletando carimbos no entorno da Serra. Ao final, ele poderá trocar o passaporte por um certificado. Na primeira fase do projeto foram mapeadas atividades, pontos de apoio, serviços e aspectos naturais e culturais, o que resultou no mapa digital. Agora a equipe está se preparando para iniciar a segunda etapa: a instalação de totens e outras ferramentas de sinalização.

O mapa está disponível clicando aqui.

Na região também há outras iniciativas para fortalecer a atividade turística, como um projeto piloto no distrito de Monte Alverne e ações de Turismo Religioso.

Avaliação Positiva

Para o incentivador do turismo regional, Renato José da Mata, o programa permitiu chamar a atenção dos gestores. “É muito gratificante ver tudo isso hoje acontecendo em uma região que tem dificuldade de articulação. Creio que a gente começa a despertar, até nas gestões públicas, para a importância e a pressa de se fazer algo pelo turismo”, afirmou.

Já para Lucas Monteiro, que trabalha na Secretaria de Cultura e Turismo de Miradouro e também participou do programa, o que fica é o legado para a região. “A partir de agora seremos agentes e estaremos aptos para atuar no desenvolvimento do turismo. Morei na roça a maior parte da minha vida e tinha um olhar técnico. O Senar veio moldar esse olhar”.

A aposentada Solange Matias Iris Kasai trabalha na gestão de uma pousada no distrito de Belisário, em Muriaé. “Nós viemos querendo descansar e desfrutar, mas quando começamos a cuidar do lugar, fomos conhecendo o potencial da região. Ficamos encantados e viemos participar do programa para tentar fomentar o turismo no distrito”, contou.

Aparecida Dias Costa é artesã é mais de 30 anos e decidiu participar da qualificação porque tem um sítio com área para fazer eventos e, com o programa, aprendeu como receber e divulgar o seu trabalho. Ex-aluna do Senar do curso de Bambu, incrementou a sua produção com a fabricação de talheres de bambu, ao lado de artesanato com tecido, materiais recicláveis, ponto-cruz, tricô e objetos decorativos.

O evento ainda contou com a presença da mobilizadora do Sindicato de Produtores Rurais de Miradouro, Maria Rita Leite, representantes do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, prefeituras, Sebrae, Emater, Sicoob e Clube de Artes de Belisário.

Desenvolvimento regional

Junto ao escritório regional do Senar Minas em Viçosa, outras duas turmas contam com importantes resultados para o Turismo Rural na região de Catas Altas e Ponte Nova.

Em Catas Altas, os agentes se uniram no grupo “Trilhando Catas Altas”. Após a conclusão do programa, no final de fevereiro, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, firmou parceria com o grupo para ajudar no desenvolvimento do turismo no município. Com a parceria, os novos guias irão acompanhar as atividades e as ações desenvolvidas pela secretaria que precisem da condução de pessoas.

Na região de Ponte Nova, a qualificação é realizada junto a representantes de onze municípios: Abre Campo, Carangola, Jequeri, Matipó, Ponte Nova, Raul Soares, Rio Casca, Santo Antônio do Grama, São Pedro dos Ferros e Urucânia.

O treinamento será concluído na próxima semana e já a estruturação de quatro roteiros turísticos que exaltam a história, a culinária e os atrativos religiosos e de aventura da região. O “Doce Viver” mostra a goiabada; “Vida e Milagres – Padre Antônio Ribeiro Pinto, o padre do povo” é voltado para fiéis e religiosos em Urucânia; Santo Antônio do Grama fica com a prática de escalada e rapel, e o “Caminhos do Casca” conta a história do rio que corta a cidade de Rio Casca.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 25/04/2018 às 15:40hs
Fonte: Assessora de Comunicação SENAR MG
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: