Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Produtores rurais de Paracatu, no Noroeste, aprendem a implantar pomar

Produtores rurais de Paracatu, no Noroeste do estado, estão prontos para transformar áreas pouco utilizadas nas propriedades rurais em pomares, para o consumo das famílias e também para comercialização. Doze moradores da região de Santa Rosa, na zona rural do município, fizeram o curso de Fruticultura, do Senar Minas, graças à parceria com o Sindicato de Produtores Rurais de Paracatu.

O curso tem duração de dois dias, e é desenvolvido em aulas teóricas e práticas. “No primeiro dia, os participantes aprendem como escolher a melhor área para plantar as frutíferas, vão a campo para identificarem essa área e em seguida fazem a limpeza do local. No segundo dia, eles fazem um planejamento e implantam o pomar, observando todos os detalhes, como medidas das covas e espaçamento entre elas. Depois fazem a adubação e plantam as mudas”, detalha o engenheiro agrônomo e instrutor do curso, Ronny Araújo.

Élen Cristina da Silva se empolgou tanto com o curso que ela e o marido pretendem deixar a produção de leite para ingressar na fruticultura. “O curso foi maravilhoso, queremos implantar o pomar para tirar renda disso, pois percebemos que a fruticultura pode ser mais lucrativa que o leite”, revela.

“Alguns participantes nunca tinham mexido com isso, como a Élen, mas outros já tinham pomar nas propriedades rurais. Nestes casos, percebi falhas que estavam impedindo que tivessem melhor produção e produtividade. Aí ajustamos o que tinha de ser ajustado. Todos agora sabem como cuidar de um pomar corretamente, e podem ganhar dinheiro com isso sem dúvidas”, completa o instrutor.

Flávio Pereira da Silva tem um pomar em uma área de aproximadamente cinco hectares na propriedade rural. Há cinco anos ele comercializa polpa de frutas e também frutas na região de Paracatu, mas admite que neste período fez muita coisa sem saber. “Eu e minha família já sofremos muito com o pomar, ninguém sabia cuidar corretamente, e estávamos tendo prejuízo por isso. Agora vamos refazer o que for preciso, para conquistar mais clientes e obter mais renda”.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 09/10/2017 às 13:40hs
Fonte: FAEMG
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: