Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Produtores abrem propriedades para os recenseadores do IBGE

No dia 2 de outubro de 2017, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) iniciou a coleta de dados por meio do Censo Agropecuário Florestal e Aquícola para conhecer as características e a produção de todos os estabelecimentos agropecuários do território brasileiro.

Segundo informado pelo Agente Censitário Municipal do Posto de Coleta do IBGE local, Murilo Neumann, em Venâncio Aires, a coleta dos dados está bem adiantada e se encaminha para a reta final. Além de Venâncio Aires, o Posto de Coleta local tem ainda sob sua responsabilidade, os municípios de Mato Leitão e Passo do Sobrado.

Na manhã de ontem, Neumann acompanhou o trabalho do recenseador Flávio Bergmann, durante a visita à propriedade do produtor rural Alexandre Winck, morador de Linha Cachoeira. Winck está bem informado sobre o Censo Agropecuário e colocou que não vê problemas dos produtores rurais abrirem as porteiras das propriedades para os recenseadores efetuarem o seu trabalho. 'Não temos nada a esconder', afirmou.

Morador de Linha Cachoeira Baixa, Bergmann já trabalhou como recenseador no Censo Agropecuário realizado em 2007 e, segundo ele, isto facilita o seu trabalho agora, pois os produtores o conhecem. Ele salienta que até o momento, ainda não enfrentou dificuldades nas visitas, porém, esta época do ano não é muito favorável para visitar os produtores, principalmente os fumicultores, pois eles estão no auge da colheita do tabaco. Eles aproveitam as primeiras horas da manhã e o fim da tarde, quando o sol não é tão quente para colherem o tabaco. 'Nestes horários, é muito difícil encontrar os produtores em casa e aproveito o horário de sol mais quente para fazer o censo', salienta. Bergmann acrescenta que em certos dias, leva alguma merenda e aproveita o meio dia para fazer as visitas. 'Neste horário, com certeza, encontro eles em casa.'

Bergmann salienta que nestes dez anos, ocorreram diversas mudanças no interior, tais como o envelhecimento dos produtores, onde a aposentadoria rural se tornou a principal fonte de renda, poucos jovens e aumentou muito as áreas das matas, principalmente, as nativas e isto ocorreu por causa do êxodo rural.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 12/01/2018 às 13:00hs
Fonte: FOLHA DO MATE
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: