Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Primeira fase de consulta pública para Guia de Indicadores da Pecuária Sustentável vai até 20 de novembro

Interessados em contribuir para a primeira fase de consulta pública do Guia de Indicadores da Pecuária Sustentável (GIPS), desenvolvido pelo Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS), têm até o dia 20 de novembro para participar da etapa cujo objetivo é reunir comentários de entidades e formadores de opinião. O guia tem o propósito de encorajar todos os elos da cadeia de valor da pecuária bovina a usarem indicadores como uma ferramenta de busca da sustentabilidade.

Elaborado pela Comissão de Desenvolvimento do Guia do GTPS, o documento está sendo construído com a participação de todos os setores interessados na sustentabilidade da pecuária, conforme orientações internacionais da ISEAL para processos participativos de múltiplos atores, e contempla uma abordagem gradual com diferentes estágios de desempenho, aplicável a todos os elos da cadeia de valor da pecuária bovina brasileira.

Como é uma ferramenta de auto avaliação, caberá a cada usuário avaliar o seu próprio desempenho ou dos integrantes de sua cadeia de valor. Segundo o presidente do GTPS, Fernando Sampaio, “a intenção deste guia é ser inclusivo. Queremos contemplar desde os que acabam de iniciar a jornada da sustentabilidade até os que já buscam demonstrar resultados alcançados. Temos certeza de que todos os elos da cadeia podem se tornar ainda mais sustentáveis”.

Vale destacar que o GTPS não verificará, endossará, certificará ou emitirá qualquer parecer ou selo aos usuários do GIPS, tampouco autorizará qualquer usuário a emitir declarações ou utilizar a logomarca do GTPS.

O GTPS pretende organizar mais uma consulta pública antes de finalizar o documento, em meados de 2016. Para contribuir com a primeira consulta pública, clique aqui .

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 12/11/2015 às 14:45hs
Fonte: Assessoria de Comunicação GTPS
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: