Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Preocupados com seca, pecuaristas dão início a técnica preventiva para garantir alimentação de animais

Preocupados com o período de estiagem, pecuaristas da região sul já estão preparando a silagem de milho, uma técnica preventiva para a seca. O objetivo é manter o peso dos animais durante a época na qual não é possível contar com a pastagem.

Tudo começa com a colheita do milho, feita com um maquinário apropriado que agiliza o processo. Em uma fazenda em Gurupi foram plantados 10 hectares de milho para a colheita. Existe um tempo certo. O zootecnista do Ruraltins, Rafael Carlotto explica.

"O ideal é quando o milho está um pouco a frente do tempo de pamonha, que é quando as espigas diminuem a quantidade de leite dentro do grão e as primeiras folhas do pé começam a amarelar. Em torno de 80 a 10 dias de idade do milho, se obtém o teor de matéria seca."

A planta é arrancada por completo e já cai triturada dentro da caçamba. Nela existem os nutrientes essenciais para fazer a silagem. "Colher no ponto ótimo da planta faz com que exista uma maior quantidade de carboidratos, que favorece o processo de fermentação e a silagem tem uma qualidade muito maior."

Depois de colhido, o milho é depositado em um silo é superficial, ou seja, apenas colocado sobre o chão. Não é do tipo trincheira, como em outras propriedades.

A fazenda é do pecuarista Olegario Souza. Desde 2015 ele realiza a atividade. Está colhendo de 35 a 40 toneladas por área plantada. Para ele, a silagem está compensando, já que ele precisa alimentar o gado quando o pasto secar.

"Desde que comprei, me preocupei em fazer a silagem porque o nosso período seco é bastante prolongado e o gado de leite é muito exigente. Então é preciso ter algo para completar a dieta."

Souza é produtor de leite e a silagem ajuda a manter a produção leiteira na seca. Pa ra a silagem atingir o ponto ideal é preciso uma série de cuidados. Depois de despejada no chão começa a compactação do milho triturado. É importante para que não haja oxigênio no silo e que apenas bactérias desejáveis comecem o processo de fermentação.

O processo deve ser feito no mesmo dia da colheita e o vai e vem do trator é constante pra que a consistência da silagem fique no ponto ideal. Ao final do dia é preciso cobrir a silagem com uma lona, isso é feito para evitar o contato com o ar.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 19/04/2018 às 13:20hs
Fonte: G1 Tocantins
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: