Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

PER muda vida de ex-fotógrafo

Dobrar a produção em um ano sem aumentar a área parece sonho, mas foi o que os agricultores Kazuo e Márcia Hamamoto, de Cianorte, no Paraná, conseguiram alcançar. Eles ampliaram a plantação de 3 mil pés de flores para aproximadamente 7 mil – principalmente de rosas. O casal fez o Programa Empreendedor Rural (PER) em 2013. O curso ajudou os Hamamoto a mudarem a gestão da propriedade. Os dois colhem os resultados da transformação até hoje e Kazuo usa a experiência para sonhar ainda mais alto: quer tornar a cidade onde mora em um polo produtor de flores.

Hamamoto conta que atuou durante 35 anos como fotógrafo profissional. Em 2000, quando se aposentou, decidiu investir na produção de flores na zona rural de Cianorte. Mas ele precisou de quatro anos trabalhando no Japão para juntar o dinheiro necessário. No início da atividade, em 2004, ele tinha cerca de 3 mil pés plantados e tirava 90 dúzias semanais.

Foi mais ou menos nesse ritmo de produção que o casal se manteve de 2004 até 2012, quando foram a Curitiba ver a premiação do PER. Na ocasião, os dois se inspiraram com as histórias dos vencedores e traçaram o objetivo de subir no palco como premiados no ano seguinte. “Em 2013, fizemos o curso e nosso projeto foi classificado entre os dez melhores do Paraná”, diz, o produtor, que hoje tem uma média de produção de 200 dúzias de flores por semana.

O ex-fotógrafo relata que o curso mudou radicalmente o dia a dia na propriedade. “Muitas vezes se tem a visão de que produção rural pode ser de qualquer jeito, mas não é assim”, explica. “Antes eu marcava coisas em um papel, depois sumia aquele papel. E no curso nós aprendemos a fazer tudo no computador, controlar o lucro, as perdas, tudo isso”, completa.

Transformação

Quatro anos depois de terem ficado em 4.º lugar no PER, Hamamoto, que integra a diretoria do Sindicato Rural de Cianorte, agora quer ajudar a transformar o município em um polo de produção de flores. Anualmente, ele tem apresentado projetos para obter o apoio do Sistema FAEP/ SENAR-PR para levar grupos de produtores a capacitações no cultivo de flores na Expoflora, em Holambra, no interior de São Paulo, onde se concentra a maior produção no Brasil. Neste ano, 44 produtores participaram, entre 21 e 23 de junho, da viagem técnica.

Por enquanto, os produtores de Cianorte vendem somente dentro do município e não conseguem suprir a demanda das seis lojas de decoração da cidade. Mas, no que depender de Hamamoto, é só uma questão de tempo para esse cenário mudar. “Temos uma associação de produtores e estamos montando uma cooperativa. É uma coisa para o futuro”, projeta.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 18/07/2017 às 13:00hs
Fonte: Senar - Assessoria de Comunicação do Sistema FAEP/SENAR-PR
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: