Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Índia produz recorde de grãos

A produção total de grãos alimentares da Índia foi estimada em 275,68 milhões de toneladas na temporada 2016/17, de acordo com o Ministério da Agricultura daquele país. O resultado é recorde, e representa um aumento de 4%, o equivalente a 10,64 milhões de toneladas, sobre a maior produção de uma safra registrada até hoje (que havia sido de 265 milhões de toneladas em 2013/14).

A produção de grãos alimentares da temporada atual também é 18,67 milhões de toneladas (ou 7,27%) maior do que a média dos últimos cinco anos (2011/12 a 2015/16). O comunicado oficial do governo indiano indica ainda que a produção deste ano é 9,59% maior, o equivalente a 24,12 milhões de toneladas, na comparação com a quantidade de grãos alimentares colhidos no ano passado.

Essa é a quarta estimativa divulgada pela Índia em 2017, e também é 0,84% superior à previsão anterior, que projetava em maio deste ano uma produção de 273,38 milhões de toneladas.

Em relação às culturas, a produção total de arroz é estimada em um “recorde” de 110,15 milhões de toneladas na safra atual, o que é 3,28% maior que o recorde anterior de 106,65 milhões de toneladas da temporada 2013/14. Da mesma forma, projeta-se que a produção de trigo atinja 98,38 milhões de números, quase 2,64% acima da produção recorde anterior de 95,85 milhões de toneladas, também durante 2013/14.

Citando “aumento significativo” na área cultivada e produtividade de feijão, o ministério estimou a produção total em 22,95 milhões de toneladas em 2016/17, o que significa aumento de 19,22% sobre o recorde anterior de 19,25 milhões de toneladas (em 2013/14). De acordo com os dados do Ministério, a produção de milho é estimada em 26,26 milhões de toneladas. Por fim, o governo indiano afirma que a produção de soja foi estimada em 13,79 milhões de toneladas.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 13/09/2017 às 16:00hs
Fonte: Agrolink
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: