Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Municípios do Extremo Oeste se unem para desenvolver o turismo

Transformar o Extremo Oeste catarinense em um polo turístico. Este objetivo motivou a realização de um intenso trabalho colocado em prática por meio do Projeto de Desenvolvimento Econômico e Territorial (DET). A iniciativa é do Sebrae/SC com a parceria da Associação dos Municípios (Ameosc), entidades de classe e representantes da Região Turística do Ministério do Turismo (MTUR), denominada CAMINHOS DA FRONTEIRA.

O projeto iniciou em outubro de 2015 com ações para aumentar a representatividade da região no contexto turístico catarinense e adesão dos municípios ao projeto. Após o lançamento, os trabalhos seguiram com apresentação do plano de ações aos prefeitos nas reuniões da Ameosc e visitas nos municípios para firmar a parceria.

Até o momento, foram realizadas reuniões com o secretario executivo da Ameosc, Airton Fontana, para alinhamento das ações do projeto, bem como para discutir sobre a melhor forma de executar as ações e consultorias por meio de visitas técnicas nos atrativos potencias e efetivos de cada município.

As visitas técnicas ocorreram em atrativos dos municípios de Dionísio Cerqueira, Palma Sola, Anchieta, Guaraciaba, Paraíso, Barra Bonita, São Miguel do Oeste, Tunápolis, Iporã do Oeste, São Lourenço, São João do Oeste, Itapiranga, Iraceminha, São José do Cedro, Mondai entre outros.

O coordenador regional extremo oeste do Sebrae/SC, Udo Trennepohl, e o consultor credenciado ao Sebrae/SC, Roni Rodrigues de Brito, destacam a importância do projeto ao observarem que o diferencial nem sempre está nos atrativos, mas sim na qualidade do atendimento e nas condições oferecidas ao turista. “A busca pela qualidade e pela excelência nos serviços prestados justifica a preocupação dos municípios da Ameosc e do Sebrae/SC em oferecer ao trade turístico e população da região informações para aperfeiçoarem suas habilidades e competências para, num futuro próximo, tornarem-se um ícone do turismo no Estado de Santa Catarina gerando emprego e renda ao município”.

Para Fontana, o projeto tem importância estratégica porque permite valorizar as belezas naturais, humanas e econômicas da região que se diferencia das demais localidades do Estado e do País. Segundo ele, as belas paisagens naturais, as estações bem definidas, a agropecuária forte, o relevo com áreas planas, onduladas e montanhosas estão entre os aspectos que favorecem a exploração do turismo.

Neste ano, o foco das atividades está na continuação das palestras de sensibilização ao turismo, capacitações de empresários e colaboradores das empresas do “trade turístico” e de condutores de turismo local. Os próximos passos incluem a preparação e organização dos atrativos turísticos dos municípios para receber turistas; consultorias técnicas em turismo e áreas afins; teste do Roteiro Turístico Caminhos da Fronteira; elaboração de plano de Marketing e inserção do produto no mercado.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 05/06/2017 às 15:20hs
Fonte: MB Comunicação Empresarial/Organizacional
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: