Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Minerthal lança linha de suplementos em bloco para bovinos

Para ajudar os pecuaristas a contornar algumas dificuldades do dia a dia das fazendas para a suplementação dos animais, a Minerthal apresenta ao mercado o MinerBlock®, uma linha de suplementos minerais em bloco. A validação dos resultados a campo foi feita na Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA) da USP, no campus de Pirassununga (SP).

A linha MinerBlock® é composta por suplementos em blocos retangulares de 25 kg que se apresentam como uma solução para alguns dos principais problemas do dia a dia das fazendas, como falta de estrutura de cocho, dificuldades de acesso aos locais de fornecimento de suplementos e intempéries de clima, como ventos e chuvas. Fazem parte da linha MinerBlock® cinco produtos com aditivo melhorador de desempenho: MinerBlock® MD (suplemento mineral), MinerBlock® Proteico Águas, MinerBlock® MD Seca (suplemento mineral com ureia), MinerBlock® Proteico Seca e MinerBlock® Energético.

As principais vantagens do suplemento em bloco para o pecuarista são a baixa frequência de reposição de suplemento, uma vez por semana ou a cada 10 dias, poupando custos com mão de obra e combustível; simplicidade de utilização e de transporte, pois basta retirar o produto da caixa de papelão e colocar em uma superfície protegida no pasto (sob um estrado, tábua, lona, tambor etc.) e a possibilidade de mudança no local de fornecimento do suplemento, o que facilita o manejo, diminuindo as áreas de sub pastejo. Além disso, o formato em bloco faz com que as perdas por chuva e vento sejam reduzidas em comparação com o suplemento em pó convencional, o que representa menos desperdício de produto e preservação das qualidades nutricionais.

Para o rebanho, destaca-se o sabor atrativo do bloco graças à presença do melaço, farelos e sal branco e o consumo homogêneo do lote, pois nesse formato dificilmente o animal conseguirá ingerir quantidades superiores ao recomendado que possam causar-lhe distúrbios, proporcionando melhor performance coletiva ao garantir a ingestão balanceada de nutrientes do começo até o final do produto. A segurança contra intoxicação por ureia é outro destaque da tecnologia, já que mesmo com chuva, não ocorre a dissolução desse componente na água, como é comum na suplementação em pó convencional. A formulação dos produtos com minerais de qualidade e em quantidade precisa garante os benefícios da suplementação atrelados aos da disposição em bloco.

“A linha Minerblock® é a suplementação de precisão em blocos, pois fornece os nutrientes limitantes onde existem dificuldades operacionais com a suplementação convencional. Essa tecnologia tem a validação da USP, que comprovou uma performance 14,6% superior do suplemento em bloco aditivada em relação à suplementação convencional, com um incremento de ganho de peso de mais 100 gramas por cabeça/dia”, ressalta o diretor da Minerthal, Sergio Morgulis.

“Com esse resultado superior, o produtor de recria e engorda consegue um maior ganho de peso do rebanho, redução da idade de abate, aumento da taxa de desfrute da fazenda e, consequentemente, maior giro de capital e lucratividade. Em termos reprodutivos, obtém-se redução da idade à primeira cria, aumento da taxa de prenhez e animais desmamados mais pesados e valorizados. É a certeza de que cada centavo investido na suplementação está chegando efetivamente à boca dos animais e dará o retorno esperado”, complementa o gerente técnico da Minerthal, Fernando José Schalch Junior.

“Essa tecnologia pode ajudar na suplementação de arrendamentos, por exemplo, onde não há mão de obra disponível e em propriedades que são assistidas apenas de final de semana. Outro benefício aliado à disposição é a maior resistência do produto a pisoteio e consequente contaminação com terra, barro ou fezes dos animais”, destaca Fernando.

O suplemento em bloco já é bastante utilizado em países onde não há tanta mão de obra disponível, como os EUA, Austrália e Nova Zelândia, que se destacam pelo uso de alta tecnologia na pecuária, e em locais de climas extremos.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 19/04/2017 às 12:40hs
Fonte: Attuale Comunicação
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: