Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Milho foi produto agro mais negociado na BM&FBovespa em fevereiro

O mercado futuro brasileiro aumentou em 12,3% as negociações de commodities agropecuárias e de energia em fevereiro. A informação é da BM&FBovespa. Ao todo, foram 97.498 contratos negociados no mês passado. Em fevereiro de 2016, o volume tinha sido de 86.795 papeis negociados.

Os números incluem os contratos brasileiros, além dos papeis ligados à soja na Bolsa de Chicago e petróleo em Nova York (WTI), que também podem ser operados pela plataforma brasileira. Os resultados mostram que o milho foi o produto com maior liquidez no mercado futuro brasileiro. Foram 62.823 contratos, 49,5% a mais que em fevereiro de 2016.

O contrato futuro de boi gordo aparece como o segundo de maior liquidez em fevereiro, mesmo com uma diminuição no volume negociado. Conforme o relatório mensal da bolsa, foram negociados 23.332 papeis, queda de 15,3% em comparação com o mesmo mês no ano passado.

O maior crescimento nas negociações foi registrada no contrato futuro de etanol hidratado, que tem uma representatividade bastante baixa no total das operações. De um ano para outro, o volume passou de 435 para 808 papeis, considerando só o mês de fevereiro.

Os operadores na BM&FBovespa mostraram também maior interesse nos contratos referenciados em soja na Bolsa de Chicago. Em fevereiro, foram 3.921 contratos futuros, um aumento de 47,6% em relação ao mesmo mês no ano passado, quando foram 2.656 papeis.

Bimestre

No acumulado dos dois primeiros meses do ano, as negociações de petróleo e produtos agropecuários aumentaram 22,5% na comparação com o mesmo período em 2016. O volume passou de 160.996 para 197.205 contratos de um ano para outro.

A exemplo do resultado mensal, o milho foi o produto mais negociado, com 122.527 contratos. O volume foi 55,3% maior comparando o primeiro bimestre deste ano e do ano passado. Em seguida aparece o boi gordo, com 45.145 papeis (-13%).

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 10/03/2017 às 12:20hs
Fonte: GLOBO RURAL
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: