Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Mesmo com acordo no FMI, Argentina continuará a diminuir os direitos de exportação sobre a soja

A Argentina continuará seu plano de reduzir os impostos sobre as exportações de soja, apesar de um acordo por US$50 bilhões alcançado com o Fundo Monetário Internacional (FMI), que inclui uma queda substancial do déficit fiscal, disse o ministro da Agroindústria do país.

Em maio, o ministro da Fazenda, Nicolás Dujovne, havia dito que o Governo poderia abandonar seu plano de rebaixar em 0,5% por mês os impostos sobre a exportação de soja e derivados para preservar uma fonte importante de arrecadação.

"A política do Governo é de diminuir e eliminar os direitos de exportação. Isso será mantido", disse o ministro de Agroindústria, Luis Miguel Etchevehere, em uma entrevista ao La Nación.

A taxa do imposto está, atualmente, em 27%, em comparação aos 30% registrados no início de 2018.

A Argentina está entre os exportadores principais de soja e seus derivados, embora, neste ano, a produção esteja seriamente afetada por uma grave seca.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 11/06/2018 às 10:40hs
Fonte: America Economia
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: