Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

“Investir na qualidade da produção é fundamental para o pecuarista neste ano”, diz Abel Leopoldino, vice-presidente da ASSOCON

Experiente gestor do agronegócio, Abel Leopoldino, 56 anos, é diretor de um dos mais conceituados grupos de produção animal. Pecuarista desde de 1975, além de comandar o Grupo Leopoldino, com sede em São Carlos (SP). Abel é um dos vice-presidentes do Conselho de Administração da Associação Nacional da Pecuária Intensiva (ASSOCON). “Nós não trabalhamos apenas para defender os interesses dos associados e representá-los junto aos órgãos públicos e privados. Vamos além disso. Incentivamos o aumento contínuo da qualidade e da eficiência da produção pecuária, alinhando as demandas de mercado – cada vez mais exigente – e antecipando oportunidades aos confinadores e à pecuária intensiva como um todo. Nossa missão também é interpretar os desafios do mercado e transformá-los em valiosas estratégias de crescimento”, explica Leopoldino.

Ele possui quatro propriedades rurais: duas na região de Água Boa (MT), uma em Paranatinga (MT) e a matriz do grupo, em São Carlos (SP). A empresa investe na criação de gado Brahman e de Cavalo Árabe, sendo uma referência no Brasil nas duas atividades. A fazenda Santa Maria (Paranatinga, MT) tem 20.600 hectares e é destinada à produção de bezerros de alta qualidade, além de investir na integração lavoura, pecuária e floresta (ILPF). “Esta é uma fazenda ainda em formação, mas tem muito potencial. Hoje já possuímos 6 mil matrizes e trabalhamos para ter plantel 8 mil vacas. Também investimentos em grãos, com 4,2 mil hectares de soja e milho plantados, além de 800 hectares de eucalipto. Logo dobraremos o rebanho e também as áreas de lavoura, gerando maior sinergia entre as atividades de agricultura e pecuária”, relata Abel Leopoldino.

A Fazenda e Haras Canaã tem como foco principal a genética, e investe no melhoramento das raças Brahman, Nelore e Cavalo Árabe. Como prova deste empenho, o grupo foi premiado durante a 84º edição da ExpoZebu, como um dos vencedores do grande campeonato com o touro Beduíno FIV da Canaã, uma parceria entre o Nelore Canaã e Nelore Paranã. O touro Beduíno, já se encontra em central de coleta e em breve estará disponibilizando material genético a todos os criadores.

Ele explica que a receita para o sucesso é trabalhar muito, investir em tecnologias para atingir elevado nível de produtividade, mas sem esquecer a qualidade dos produtos. “Nosso diferencial é produzir cada vez mais, utilizando menos espaço, mas sem nos desviar do nosso foco principal: ofertar produtos de mais qualidade. Nosso compromisso é com a satisfação de nossos clientes”, diz.

O pecuarista também destaca a importância das ações de entidades, como a Assocon, que atuam em prol do fortalecimento da pecuária e dos produtores. “A Assocon está envolvida em muitas ações positivas para a atividade. Identificamos as necessidades de toda a cadeia produtiva. Por isso, estamos presentes em diversos fóruns de discussão, simultaneamente. Nosso objetivo principal como representantes dos pecuaristas é contribuir com ideias e trabalho não apenas para o avanço da atividade como um todo, mas obter reconhecimento da classe perante os órgãos públicos e privados”.

Sobre o mercado de carne bovina em 2018, Abel Leopoldino reconhece que a atividade pecuária tem experimentado dificuldades. “Desde os escândalos ligados à operação Carne Fraca no ano passado, a atividade busca se reerguer dos prejuízos de imagem gerados erroneamente e luta para superar os demais desafios do mercado, investindo em produtividade e no aumento da qualidade, É isso que dá o suporte necessário ao sucesso dos projetos pecuários”, destaca Leopoldino.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 30/05/2018 às 13:40hs
Fonte: TEXTO COMUNICAÇÃO CORPORATIVA
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: