Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

INTEGRADA: Agricultura de Precisão eleva os índices de produção em 90% dos casos

A adoção da Agricultura de Precisão (AP) tem ajudado a Integrada e seus associados a elevarem em até 90% os índices de produtividade em solos corrigidos. O número faz parte do balanço de um ano após a cooperativa iniciar novos investimentos na ferramenta, ocorrido em 2017. Nesse período, a equipe de agricultura de precisão da Integrada coletou amostras de solo que somaram 12.900 hectares nas áreas da cooperativa nos estados do Paraná e São Paulo.

Benefícios - Rogério Raposo, coordenador de AP da cooperativa, afirma que o sistema gera benefícios tanto para cooperados, quanto para a cooperativa. Segundo ele, o avanço da agricultura de precisão tem refletido diretamente no aumento da rentabilidade dos produtores associados. O produtor Oswaldo Rodrigues de Almeida, de Goioerê (PR), por exemplo, havia pedido 5 toneladas por alqueire de calcário para aplicação em sua propriedade na safra 2016/17. Quando a equipe de AP da cooperativa fez o mapeamento de solo com a coleta de amostras realizada pelo quadriciclo, o mapa indicou que ele não precisava aplicar a mesma dosagem em toda a área.

Taxa variável - Com a aplicação em taxa variável, ou seja, aplicação de acordo com a necessidade de cada ponto da propriedade, o produtor utilizou 4 toneladas por alqueire, o que gerou uma economia para o agricultor de R$ 9 mil com o insumo. Além da economia, na safra seguinte o seu índice de produtividade aumentou em 15 sacas por alqueire em relação à safra anterior.

Produtividade - Somente com a correção de solo, o diretor vice-presidente da cooperativa, o agricultor João Francisco Sanches Filho, que produz na região de Guaíra (oeste do Paraná), elevou na safra passada em 11 sacas por alqueire sua produtividade com a correção de solo recomendada na agricultura de precisão, com 189% de retorno no investimento.

Agregação - “A agricultura de precisão pode não ser fundamental, mas é uma das ferramentas que agrega na produtividade do produtor”, avalia Irineu Baptista, gerente da área técnica da Integrada. Para 2018, a meta da cooperativa é abranger mais de 21 mil hectares dos seus associados com a agricultura de precisão, de uma área total atendida pela cooperativa de mais de 707 mil hectares. Além das atuais ferramentas de coleta e amostras de solo, a Integrada quer investir cada vez mais em tecnologias para melhorar o potencial produtivo de seus associados.

Drones - A adoção do monitoramento por drones, a adoção nas novas plataformas digitais, investimento em estações meteorológicas e o uso da telemetria, são novas ferramentas que estão sendo estudadas e avaliadas pela equipe agronômica da cooperativa.

Sobre a Integrada - A Integrada Cooperativa Agroindustrial foi fundada em Londrina (PR) em 1995 por um grupo de agricultores. Com mais de duas décadas de existência, a Integrada se tornou uma das principais cooperativas do Brasil, com mais de 60 unidades de recebimento distribuídas em diversas regiões do Paraná e São Paulo. A maior parte do faturamento vem da comercialização de grãos como soja, milho, trigo, café e laranja. A Integrada, que possui mais de 9 mil cooperados, faturou no ano passado R$ 2,7 bilhões.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 30/05/2018 às 09:00hs
Fonte: Imprensa Integrada
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: