Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Indústrias de alimentos investem na comprovação da qualidade

A demanda por produtos saudáveis e de hábitos conscientes, além da preocupação do consumidor com o processo produtivo, têm feito com que a indústria alimentícia e os produtores rurais percebam a necessidade de se adaptar. É o caso da Certificação de Bem-Estar Animal concedido por empresas especializadas, como a WQS - empresa brasileira de certificação que atua exclusivamente no setor de alimentos, conhecida por realizar análises e protocolos específicos para propriedades rurais, indústria e varejo, assegurando a garantia de produtividade e o processo de produção dentro de normas internacionais. No Brasil, a Alegra Foods é a primeira planta industrial de alimentos a conquistar o selo NAMI (North American Meat Institute) em bem-estar animal para suínos pela WQS, através de auditores homologados pela PAACO (Professional Animal Auditor Certification Organization).

A certificação tem como objetivo identificar a qualidade dos produtos e do processo de produção dos mesmos, e garantir que eles sejam entregues ao consumidor final com a comprovação dessa qualidade. Esta certificação conferida aos produtos da Alegra Foods estão garantindo que as práticas de bem-estar animal executadas pela Alegra são avaliadas, controladas e auditadas. “Certificar faz toda a diferença e esse reconhecimento é de extrema importância, principalmente por conta da mudança de comportamento do mercado consumidor, que está cada vez mais exigente. Temos percebido que o cliente tem optado por produtos certificados, que dão garantia de controles ambientais, sociais e, principalmente, de saúde”, avalia o superintendente da Alegra Foods, Ivonei Durigon.

A busca das indústrias por certificações tem crescido e provado que no mercado alimentício é necessário mais do que eficiência na produção, mas também investimento e aprendizado para levar qualidade para o negócio. “Apostamos nessas iniciativas com o objetivo de firmar nossa marca no mercado e nos tornarmos cada vez mais competitivos”, declara Durigon.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 15/02/2018 às 07:20hs
Fonte: CentralPress
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: