Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Illycaffè apoia produção de cafés de ex-guerrilheiros das FARC em processo de reintegração, na Colômbia

Torrefadora assinou acordo para treinamento de cafeicultores e compra de seus grãos.

No último dia 18, a illycaffè assinou, na Colômbia, um memorando de entendimento com o ETCR (Espaços Territoriais para Treinamento e Reintegração) e a Ascafé (Associação Colombiana de Pequenos Cafeicultores), que visa aumentar a qualidade e produtividade da produção cafeeira no departamento de Cauca, onde ex-combatentes das FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) e pequenos produtores residem, estimulando o desenvolvimento econômico local.

O acordo, assinado na cidade de Popayán pelo presidente da illycaffè, Andrea Illy, e pelos representantes do ETCR Walter Mendoza e Carlos Arturo López, estabelece, entre outras questões, que a illy compartilhará seu know-how sobre as melhores práticas agronômicas – graças ao programa de treinamento realizado por seus técnicos da Universidade do Café e agrônomos – e irá adquirir os lotes de café produzidos pelos ex-guerrilheiros que atingirem os padrões de qualidade da empresa.

A assinatura significa uma grande vitória no processo de paz, já que foi concluída a primeira produção de café dentro dos Espaços Territoriais para Treinamento e Reintegração. Esses lotes de café Arábica de alta qualidade confirmam o sucesso do programa que está em andamento. Graças aos programas comerciais da Ascafé e da Federación Nacional de Cafeteros, e ao programa de treinamento administrado pela Agência para a Reintegração e apoiado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem (SENA) – por meio do qual a illycaffè ajudou a treinar ex-combatentes -, a Colômbia está vivendo outro grande momento histórico.

Existem mais de 600 ex-combatentes das FARC nas quatro zonas de ETCR, todas em Cauca, que podem aproveitar os benefícios descritos no memorando. São 130 ex-guerrilheiros de La Elvira, na cidade de Buenos Aires; 350 de Los Monos, na cidade de Caldono; 50 de el Estrecho, na cidade de Patia; e 80 de Monte Redondo, na cidade de Miranda. A eles se somam 480 pequenos produtores das comunidades do entorno.

“Queremos contribuir de maneira tangível para o complexo processo de paz, trabalhando ao lado das pessoas e das organizações que estão unindo forças para que isso aconteça rapidamente”, disse Andrea Illy. “Estamos implementando na Colômbia e em Cauca os mesmos princípios que aplicamos nos outros países de onde compramos nosso café verde, e que se baseiam em três pilares: trabalhar de mãos dadas com os produtores - individualmente ou em afiliação com outros; compartilhar com eles o conhecimento para permitir que alcancem padrões mais elevados de produção e remunerá-los de maneira a tornar sua produção sustentável ”, complementou.

O café representa um investimento estratégico para o desenvolvimento da região e para a difusão de uma cultura de paz. É por esta razão que o governador de Cauca, as administrações dos municípios de Argelia, Caldono, Buenos Aires, Miranda e Bandera de Patia, o Comitê dos cafeicultores de Cauca e os membros da Cooperativa e da Ascafé orgulhosamente anunciam o lançamento deste ambicioso projeto que espera plantar 550 hectares de café.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 25/05/2018 às 07:20hs
Fonte: illycaffè
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: