Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Iª FEPPISHOW 2018 - Feira de Pesca e Piscicultura de Minas Gerais promete movimentar Estado e trazer inovações para o setor

Evento acontece em Felixlândia nos dias 29 e 30 de junho

A piscicultura, a pesca (seja esportiva, profissional, artesanal e amadora), e as inovações tecnológicas do setor produtivo da cadeia do pescado, vão nortear e nomear a 1ª Feira de Pesca e Piscicultura de Minas Gerais (Feppishow), a ser realizada nos dias 29 (sexta-feira) e 30 (sábado), durante todo o dia, em Felixlândia, na região central de Minas.

O evento, que vai acontecer no Clube Recreativo Vale do Sol, na avenida Tancredo Neves, 801, a partir das 8 horas, é uma iniciativa do município com o apoio de entidades privadas e públicas. A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) participa da Comissão Organizadora e estará presente durante todo o evento.

Segundo a assessora técnica da Emater-MG, Vanessa Gaudereto, a feira será um espaço para apresentar experiências e tecnologias sobre a produção de peixes no Estado, levar informações sobre a regularização e licenciamento da atividade, organizar o setor, e dar visibilidade a esta importante atividade produtiva, além de oportunizar muitos negócios e movimentar a economia. De acordo com a técnica, Minas Gerais é um dos maiores produtores de tilápias do país.

“O Estado está entre os cinco maiores produtores de tilápia do Brasil, com mais de 40 mil toneladas produzidas por ano, o que representa 94 % da aquicultura mineira, segundo levantamento da Emater-MG”, afirma.

Ainda segundo Gaudereto, Morada Nova de Minas já é o município com maior produção do peixe no país, com mais de 12 mil toneladas de tilápias produzidas por ano. “Os municípios Três Marias, São Gonçalo do Abaeté, Felixlândia, Abaeté, Pompéu, Paineiras, Biquinhas e outros que estão no entorno do reservatório de Três Marias, têm potencial para formar o maior polo produtor do país, além de atrair investimentos, gerar empregos, aumentar a renda e movimentar a economia da região e do Estado”, completa.

Por isso, os principais objetivos do encontro são apresentar as diversas tecnologias existentes; debater sistemas de produção de peixes e boas práticas de manejo; regularização ambiental, sanitária e fiscal; estratégias de comercialização; crédito; associativismo e cooperativismo, e enfatizar a importância econômica, ambiental, social, cultural e nutricional da cadeia produtiva do pescado, além de gerar negócios importantes para o setor.

Além de apresentar nova proposta de reativação econômica e diversificação da produção para a agricultura familiar e de propiciar a realização de negócios, movimentando a economia, a Feppishow propõe trazer também, maior visibilidade à região. “A atividade local movimenta a economia do Estado e do país e emprega centenas de famílias”, argumenta a técnica Vanessa.

Ela afirma ainda que a expectativa é que a feira atraia a participação de 500 a mil pessoas, incluindo produtores, piscicultores, pescadores, empresários, autoridades, consumidores, extensionistas, pesquisadores e acadêmicos de todas as regiões do Estado de Minas Gerais e do país.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 26/06/2018 às 07:40hs
Fonte: Assessoria de Comunicação – Emater-MG
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: