Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Geneticistas da USP/Pirassununga recebem dados dos machos Montana para escolha dos reprodutores CEIP safra 2015

Os dados produtivos e reprodutivos dos machos que completam dois anos em 2017 já foram encaminhados para a análise dos geneticistas da USP – campus de Pirassununga. As avaliações consistem no cálculo das DEPs (Diferença Esperada na Progênie) de peso ao nascer, peso ao desmame, ganho de peso do desmame aos 14 meses, peso aos 14 meses, musculosidade, perímetro escrotal, umbigo, altura e habilidade materna.

Além destas, novas DEPs serão incorporadas à avaliação genética nesta nova safra: área de olho de lombo e gordura subcutânea, probabilidade de prenhez aos 14 meses, dias para o parto, produtividade acumulada de fêmeas e stayability (permanência da matriz no rebanho).

Após a rigorosa análise dos geneticistas da USP, será gerado o Índice Montana, que ranqueia os animais e seleciona os 26,5% melhores para obtenção do CEIP (Certificado Especial de Identificação e Produção). Somente esta elite Montana será comercializada como touros melhoradores.

“Estamos trabalhando com muito cuidado na seleção dos novos reprodutores da raça. Em 2016, tivemos a maior valorização da história dos touros Montana e pretendemos, cada vez mais, aperfeiçoar as características econômicas e reprodutivas para que os reprodutores Montana continuem contribuindo para a alta produtividade dos projetos pecuários”, comenta Gabriela Giacomini, gerente de operações do Programa Montana.

Para mais informações sobre o Programa Montana: acesse www.compostomontana.com.br ou pelo telefone: (17) 3011-6775.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 03/03/2017 às 08:20hs
Fonte: TEXTO COMUNICAÇÃO CORPORATIVA
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: