Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Gehaka é a primeira fabricante de medidores de umidade de grãos a atender norma do INMETRO

Principal pilar de sustentação do PIB do Agronegócio brasileiro, a agricultura segue em ritmo constante de crescimento. De acordo com estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção de grãos no país, na safra 2016/2017, deve ficar entre 210,9 e 215,1 milhões de toneladas, um crescimento de até 15,6% em relação à safra anterior.

Com o objetivo de tornar as transações comerciais desses grãos mais precisas e seguras, o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia Qualidade e Tecnologia) está próximo de regulamentar a fiscalização dos medidores de umidade de grãos, instrumentos utilizados em todas as etapas do processo produtivo, desde o momento da colheita até sua comercialização e industrialização para a produção de alimentos.

Critério de qualidade do produto avaliado no momento da compra, a umidade influencia diretamente no peso e, consequentemente, no preço do grão. Assim, a regulamentação visa proteger a atividade comercial, aumentando o grau de confiança das medições.

Todo grão é composto parcialmente por água e tem um percentual aceitável de grau de umidade para sua composição. Uma medição imprecisa pode fazer com que produtores recebam menos pela quantidade de grãos vendida - ou com que os consumidores paguem valores maiores por menos do que de fato estão levando.

Referência no mercado de medidores agrícolas desde a década 1970, a Gehaka é a primeira fabricante brasileira a atender às adequações e obter a nova e inédita aprovação junto ao Inmetro. Em 2013, o laboratório de ensaios em umidade de grãos da empresa tornou-se pioneiro ao integrar-se à RBLE (Rede Brasileira de Laboratórios de Ensaio) e passou a ser auditado frequentemente em seus procedimentos, conforme determinam as normas internacionais para os referidos tipos de ensaios.

“Esse regulamento vai permitir que a transação comercial seja realizada de forma mais transparente e precisa, evitando fraudes no momento da medição. Com mais de 60 anos de tradição no mercado de medidores agrícolas, a Gehaka investe em tecnologia de ponta e hoje é a primeira e única fabricante a atender às normas do Inmetro”, comenta o Diretor Geral da Gehaka, Christian Kaufmann.

“Os produtos agrícolas são todos comercializados em peso envolvendo altos valores de negociação. Se considerarmos uma imprecisão de 1% nas medições de umidade realizadas com instrumentos desregulados, as perdas em cada safra seriam de aproximadamente R$ 7,5 bilhões”, analisa Kaufmann.

O PROCESSO DE REGULAMENTAÇÃO

O regulamento foi estabelecido em 2013 e a fiscalização dos equipamentos deve começar ainda em Fevereiro. Para isso, os Institutos de Pesos e Medidas estaduais devem se preparar tanto em relação aos recursos que deverão ser adquiridos ou disponibilizados – como os medidores de referência– quanto aos procedimentos adequados para as inspeções.

Instrumentos fabricados antes da entrada em vigor da portaria, que não possuem modelo aprovado, poderão continuar sendo utilizados, mas não estão livres de fiscalização. Para conferir o regulamento completo da certificação do Inmetro, acesse a Portaria Inmetro nº 402 de 2013 e as alterações instituídas pela Portaria Inmetro nº 617 de 2013.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 01/03/2017 às 14:20hs
Fonte: Pross
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: