Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Fertilidade do solo pode ser mantida com uso equilibrado de enxofre nas culturas de inverno

Uma produção só acontece com boa nutrição. Os nutrientes disponíveis no solo são essenciais para qualquer cultivo, seja de inverno ou verão, com boa produtividade e qualidade. Algumas pesquisas apontam que a maioria dos solos pelo Brasil, principalmente no sul, tem deficiências ou desequilíbrio de nutrientes, o que prejudica culturas como o trigo, milho e soja, levando-as a render abaixo do seu potencial produtivo.

Estudos apontam que existe uma carência significativa de cálcio e enxofre nos solos gaúchos, sendo que esses nutrientes são essenciais para equilibrar o solo. O engenheiro agrônomo e especialista em solo, Eduardo Silva e Silva, destaca que é importante que o produtor faça uma análise de solo antes de aplicar insumos como o enxofre. “Aplicando-se na dose errada, pode não dar resultado algum ou pode resultar em desequilíbrio e, aplicando-se na dosagem correta, com base no diagnóstico de terra, os resultados principalmente sobre os parâmetros produtividade são bastante evidentes. É comum que o produtor visualize os benefícios desse nutriente na planta já no momento do arranque, pelo vigor, pela coloração, pelo porte maior da planta, se comparada às outras”, explica o engenheiro.

Alguns experimentos vêm comprovando a eficácia da utilização de cálcio e enxofre no solo, especialmente na forma granulada. Em Cruz Alta/RS, num ensaio realizado na cultura da soja, safra 2017, pela Cooperativa Central Gaúcha (CCGL), demonstrou que sulfato de cálcio granulado (400 kg/ha) aplicado a lanço + corretivo de acidez na dose de 3.000 kg/ha a lanço, manifestou uma produtividade de 3.348 kg/ha, enquanto que na testemunha a produtividade foi de 3.020 kg/ha, portanto, 328 kg/ha a mais, ou 5,47 sc de soja/ha a mais.

Eduardo explica ainda que o sulfato de cálcio granulado, principalmente onde há plantio direto, entra como protagonista na adubação de sistema, podendo ser aplicado uma parte no inverno e o restante no verão. ““Toda a tomada de decisão deve se sustentar sobre um planejamento; isso vale para a mecanização de preparo do solo, de semeadura, pulverização e de adubação. No que se refere à construção de fertilidade do solo, torna-se latente a necessidade de olharmos o solo como um sistema e, sendo assim, condicioná-lo já no inverno, elevando os níveis de cálcio, de enxofre e neutralizando o alumínio tóxico, o que fornecerá à cultura subsequente (de verão) um ambiente mais favorável à manifestação do potencial produtivo do material genético. E, sem dúvida alguma, o sulfato de cálcio é uma rápida, barata e inteligente fonte, principalmente se estiver na forma granulada", destaca o agrônomo, que também é diretor técnico da SulGesso, empresa catarinense referência em fertilizantes minerais à base de cálcio e enxofre.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 06/06/2018 às 15:00hs
Fonte: Assessoria de Comunicação SulGesso
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: