Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

EUA avaliam impor restrições a herbicida ligado a danos

O estabelecimento de um prazo limite para aplicação, possivelmente em algum momento na primeira metade de 2018, teria o objetivo de proteger plantas vulneráveis ao dicamba, após produtores ao redor do cinturão agrícola dos EUA reportarem que o químico foi carregado pelo vento de onde foi originalmente borrifado neste verão, danificando milhões de acres de soja e outras culturas.

Uma eventual proibição afetaria as vendas da Monsanto e DuPont, que vendem o pesticida dicamba e sementes de soja Xtend da Monsanto, que é tolerante ao dicamba. A Basf também vende o herbicida dicamba.

Ainda não se sabe como os danos atribuídos aos herbicidas, usados na soja e algodão Xtend, afetarão as produtividades da soja que não é resistente ao dicamba já que as lavouras ainda não foram colhidas.

As empresas químicas culparam o mal uso de produtores pelos danos às lavouras.

A EPA discutiu estabelecer um prazo para a aplicação no próximo ano, durante uma conversa com autoridades do governo no mês passado que tratou dos passos que a agência poderia tomar para evitar uma repetição dos danos, disseram quatro participantes da reunião à Reuters.

Foi a mais recente de uma série de pelo menos três conferências que a EPA teve com especialistas desde o fim de julho, e a primeira a focar em como responder ao problema, contaram as fontes.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 11/09/2017 às 17:20hs
Fonte: Reuters
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: