Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Estudo avalia impacto de fontes de nitrogênio sobre produtividade do feijoeiro e emissão de gases de efeito estufa

Especialistas da Embrapa Arroz e Feijão e do Instituto Federal de Pernambuco publicaram estudo sobre a eficiência do uso de diferentes fertilizantes nitrogenados para o feijoeiro irrigado, considerando produtividade e perdas gasosas do elemento químico do solo para a atmosfera. O experimento foi realizado em sistema plantio direto, no outono-inverno no cerrado (maio a agosto), e foram utilizadas três fontes de ureia; sulfato de amônio; e nitrato de amônio, aplicados na semeadura e em cobertura. A perda de nitrogênio foi monitorada semanalmente ao longo de duas safras, na Fazenda Capivara, da Embrapa Arroz e Feijão (Santo Antônio de Goiás/GO), utilizando no campo câmaras estáticas para avaliar a emissão de óxido nitroso (N2O) e a volatização de amônia (NH3), com respectiva análise de dados em laboratório. Foram coletadas também amostras de solo para medir propriedades químicas das parcelas experimentais.

Leia aqui, na íntegra, esse estudo e seu resultado.

O nitrogênio está ligado ao desenvolvimento vegetal e à formação de grãos e seu manejo no sistema produtivo é importante, pois pode onerar custos de produção, haja vista que sua aplicação via fertilizantes sintéticos nem sempre é aproveitada completamente pelas plantas, podendo ocorrer perdas por volatização, emissão ou lixiviação, sendo que, no caso de gases, há compostos, como o óxido nitroso, relacionados ao aquecimento global.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 15/05/2018 às 13:40hs
Fonte: Embrapa Arroz e Feijão
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: