Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Estrangeiros inspecionarão frigoríficos no Brasil

A crise de imagem do Brasil nas condições sanitárias resultou na desconfiança dos principais mercados importadores da carne. Além do embargo norte-americano, o país enfrenta o fortalecimento das inspeções de outros mercados como a China, que enviou inspetores do serviço sanitário chinês para realizar auditorias técnicas no Brasil. As atividades iniciaram nesta segunda-feira (14) e seguem até o dia 21.

Os estados que fazem parte do roteiro das auditorias e as plantas frigoríficas a serem inspecionadas serão definidos hoje em reunião realizada no Ministério da Agricultura (Mapa). A missão vai verificar as conformidades (atendimento às normas do acordo sanitário firmado com aquele país) do serviço veterinário oficial brasileiro.

Além da visita do gigante asiático, o Brasil receberá técnicos norte -americanos para uma inspeção veterinária até o fim deste mês, de acordo com o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, para retomar as exportações de carne ao país. A informação foi repassada à imprensa na última sexta-feira (11) durante visita a Lucas do Rio Verde, quando Maggi disse que está “tudo sendo arrumado para (o Brasil) voltar em breve ao mercado dos Estados Unidos”.

Os estados que receberão a visita ainda não estão definidos, mas como Mato Grosso tem 5 plantas que exportam para os Estados Unidos, pode ser selecionado. O presidente do Sindifrigo, Luiz Freitas, está confiante na normalização das relações com os países importadores. “São 2 mercados superimportantes para Mato Grosso. A China, principalmente, é um grande mercado com quem vinham crescendo as relações. E houve muitos equívocos na Operação Carne Fraca, que com certeza serão esclarecidos pelo Mapa e fortaleceremos a relação com os 2 países”, pontua.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 18/08/2017 às 18:20hs
Fonte: Só Notícias/Agronotícias
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: