Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Detentor de marcas como Gucci e Balenciaga, Grupo Kering recomenda Certificação de Sustentabilidade do Couro Brasileiro

Os manuais e relatórios construídos pelo grupo Kering – detentor de marcas como Gucci, Balenciaga e Saint Laurent – são referências absolutas no segmento de luxo no mundo: determinam os melhores modelos para a produção de calçados, acessórios, roupas e joias. O mais recente Manual de Padrões para Matérias-primas e Processos publicado pelo grupo recomenda que fornecedores de couro trabalhem com a Certificação de Sustentabilidade do Couro Brasileiro (CSCB), por seu sistema de rastreabilidade. O CSCB tem o apoio do Brazilian Leather, projeto de estímulo às exportações de couros e peles brasileiras desenvolvido pelo Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

De acordo com o manual, até 2025 a Kering espera ter rastreabilidade total das peles que usa desde o campo, com diversos mecanismos de verificação. “Isso exigirá colaboração dentro de toda a cadeia do couro. (...) Fornecedores são fortemente encorajados a trabalhar com sistemas de rastreabilidade como o ICEC (Istituto di Certificazione dela Qualità per lIndustria Conciaria), LWG e CSCB (Certificação de Sustentabilidade do Couro Brasileiro)”, destaca o manual, nas páginas 12 e 13.

Para ler o documento na íntegra, clique aqui.

Sobre o CSCB: para chegar à certificação, cada curtume integrante do programa precisa passar por uma etapa de consultoria, em que são trabalhados os indicadores elaborados a partir de uma Comissão de Estudos Especial criada no âmbito da ABNT. A partir daí, a empresa pode solicitar auditoria de um organismo acreditado pelo Inmetro para a cerificação. Há quatro níveis do selo: Bronze (para quem atender até 50% dos indicadores aplicáveis de cada uma das quatro dimensões da certificação), Prata (75%), Ouro (90%) e Diamante (100%). No Brasil, dois curtumes já são certificados: Fuga Couros (nível Prata) e Courovale by BCM (nível Ouro).

Sobre o Brazilian Leather - Projeto setorial de internacionalização do couro brasileiro, o Brazilian Leather é conduzido pelo Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos). Várias são as estratégias de consolidação do produto nacional em mercados estrangeiros – incentivo à participação de curtumes nas principais feiras mundiais ligadas ao ramo e missões empresariais focadas ao estreitamento de relações entre fornecedores brasileiros e compradores de outros países são algumas delas. Mais informações em www.brazilianleather.com.br

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 29/05/2018 às 13:00hs
Fonte: Imprensa CICB
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: