Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Cooperativa gaúcha fortalece agricultura familiar

A produção é da Cooperativa dos Apicultores e Fruticultores da Zona Sul (Cafsul), que a partir de agora conta, também, com a força do Selo da Identificação da Participação da Agricultura Familiar (Sipaf) para agregar mais valor à produção. A permissão de uso tem gerado expectativas positivas para o empreendimento.

Os alimentos ganharam o Sipaf durante a 19ª edição da Expointer 2017, feira que aconteceu em agosto deste ano, em Esteio (RS). Com o recebimento, a cooperativa pensa em aumentar as produções. O objetivo da Cafsul é primar cada vez mais pela qualidade dos alimentos. “Eu vejo o selo como sinônimo de uma agricultura justa para quem produz. Acredito que o consumidor passa a dar um valor maior quando tem certeza que o alimento vem da agricultura familiar. Nesse sentido, os programas do Governo são um incentivo e uma segurança para nós”, explica Roni Goulart Silveira, diretor-presidente da Cafsul. Leia sobre a Expointer aqui.

Dos 680 cooperados da Cafsul, 70% acessam o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf); e 25% acessam o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Todos executados pela Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead).

“Os números de acesso aos programas, o crescimento dessa adesão, revela o avanço que conseguimos e mostra quem são os “atores” reais da agricultura familiar. É uma referência que o mercado pode ter como garantia que aquele produto é saudável, orgânico, de origem confiável”, aponta Roni.

Fruticultura

A sede da Cafsul tem quatro hectares e o carro-chefe é o pêssego. Para agradar o paladar de quem gosta dessa fruta, rica em vitaminas, minerais, fibras e antioxidantes, a produção é diversificada: são pêssegos em calda sem caroço (especial), em fatias, o extra e o in natura sem caroço.

O figo é outra alternativa de produção. Dele saem polpas de frutas concentradas e doces em calda. Além disso, a família planta ainda hortaliças, frutas e legumes, todos com qualidade 100% orgânica atestada.

A mão de obra do agricultor familiar Luís Maurício Camelato, de 44 anos, é uma das que ajudam a Cafsul a manter a produção a todo vapor. O trabalho dele atende a um sonho do avô, que passou os ensinamentos para os netos. Hoje, Luís tem uma propriedade de três hectares de plantação do pêssego e fornece cerca de 10 toneladas a cooperativa. “Para dar conta da demanda, acessei um crédito no Pronaf, comprei equipamentos, um trator e insumos, que foram fundamentais para meu trabalho”, conta com orgulho.

Para conhecer as linhas de crédito no Pronaf acesse o link

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 27/09/2017 às 15:20hs
Fonte: Assessoria de Comunicação Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: