Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Controle do bicho mineiro ganha alternativa

Foi realizado no mês passado o pré-lançamento do inseticida Cartarys para controle do bicho mineiro (Leucoptera coffeella). De acordo com a fabricante, trata-se de um produto com formulação diferenciada e eficiente no combate a um dos problemas que mais prejudicam os cafezais do cerrado brasileiro. Mais detalhes são mantidos em sigilo até a concessão do registro definitivo.

O evento escolhido pela Arysta LifeScience para a apresentação da novidade aos produtores foi a Expocafé 2018, realizada entre os dias 16 e 18 de maio, no Campo Experimental da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG), no município de Três Pontas (MG). “A Expocafé é o principal evento da cafeicultura do país e todos os anos atrai cafeicultores e empresários das principais regiões cafeeiras do Brasil em busca de informação, capacitação e oportunidade de negócios”, explica Carlos Lovatto, gerente de marketing de HF e produtos perenes da Arysta LifeScience.

“Esse é o local perfeito para destacar o eficaz atrativo alimentar Noctovi, que contribui para a eliminação de mariposas e apresentar o novo inseticida Cartarys, produto muito eficaz para controlar o bicho mineiro, ovos e as lagartas, que está perfeitamente alinhado à estratégia da Arysta de oferecer soluções que, efetivamente, resolvem os problemas que interferem diretamente na produtividade do café”, complementa.

A Arysta continua apostando no programa Pronutiva para a integração de tratamentos, a partir de um pacote de soluções que reúne proteção de cultivos e as mais modernas tecnologias de biossoluções. Carlos Lovatto explica que o programa Pronutiva® auxilia os produtores com soluções que diminuem o índice de resíduos e possibilitam a entrega de uma melhor qualidade do café.

De acordo com o Sistema AgrolinkFito, a mariposa do bicho mineiro é pequena e de coloração branca. É a principal praga da cultura do café no Brasil, podendo ser encontrada nos lugares onde se cultiva as Rubiáceas. Possui hábito noturno e o seu ataque ocorre durante todo o ano, tendo um pico populacional entre os meses de outubro e junho.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 12/06/2018 às 12:40hs
Fonte: Agrolink
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: