Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

COCAMAR: Na região de Londrina, colheita de soja em ritmo acelerado

Regiões - Depois de visitar produtores nas regiões de Umuarama, Cianorte, Paranavaí e Maringá, onde os trabalhos já foram praticamente finalizados, a equipe do Rally Cocamar Bayer e Spraytec de Produtividade passou na semana passada por municípios próximos a Londrina, onde até a sexta-feira (10/03), cerca de 60% das lavouras já haviam sido colhidas.

Média disparou - Em Rolândia, a propriedade da família Bizetto, que fica na Água do Jaborandi, é cuidada pelos irmãos José Carlos, Geraldo, Osmar, Osvaldo e o cunhado Pedro. Há três anos, eles haviam conseguido a maior produtividade de soja, de 143 sacas por alqueire. No ano passado, devido ao excesso de chuvas na colheita, a média caiu para 128. Mas na atual temporada, os números dispararam: 175 sacas por alqueire. “É o nosso recorde”, destaca José Carlos. Os Bizetto são orientados pelo engenheiro agrônomo Francisco Ângelo Leonardi, da unidade da Cocamar em Rolândia.

Boa produtividade - A boa produtividade não veio só por que o clima ajudou. “A gente vai atrás, participa de eventos técnicos para ver o que é possível melhorar”, afirma José Carlos, que ressalta principalmente a evolução dos materiais genéticos nos últimos anos.

Frente - Em outra frente, a família ampliou a frota de colheitadeiras para três unidades, todas da marca John Deere. “Tínhamos uma antiga e outra mais nova. Agora, adquirimos uma zero, que agiliza ainda mais a colheita”, comenta o produtor.

Ir mais longe - Depois de alcançarem o patamar de 175 sacas por alqueire, os Bizetto não deixam por menos e já pensam em ir mais longe. “Quando a gente ouvia falar em 200 sacas por alqueire, achava meio exagerado, mas vimos que é possível chegar lá”, afirma José Carlos, salientando: neste ano, foram atingidos picos de 210 sacas por alqueire em alguns talhões.

Consórcio - Pelo terceiro ano, a família faz o consórcio de milho de inverno com braquiária, prática que é preconizada pela Cocamar, para a proteção do solo com palha. “Onde tem palha, deu diferença, colhemos mais”, garante o produtor.

Protegido - Coberto de palha, o solo permanece relativamente fresco e úmido por mais tempo, protegido dos raios solares. Da mesma forma, fica menos vulnerável à ação de chuvas fortes. Mas a braquiária apresenta outros benefícios, segundo a cooperativa: o enraizamento da planta ajuda a combater a compactação, há maior reciclagem de nutrientes e a palha inibe o desenvolvimento de ervas invasoras.

Quem arrenda, tem que produzir - A família Gellert cultiva uma série de lotes arrendados pelo município. Para eles, aumentar a produtividade é uma exigência e, na safra 2016/17, os números estão sendo considerados bons, ao redor de 150 sacas por alqueire. Desse total, deduzem o valor pago ao proprietário das terras e, também, as despesas com a lavoura.

Correria - “Época de colheita, para nós, é uma correria muito grande”, diz Cristian, filho do produtor Martin Gellert. “Quando a gente arrenda uma terra, é como se fosse nossa, tem que fazer o melhor para produzir bem, não temos outra alternativa”, observa Cristian.

Rotação - No inverno, os Gellert plantam 70% com trigo, em sistema de rotação, e o restante é milho.

Cuidados específicos - Cristian explica que a distribuição das propriedades arrendadas por diversas glebas, no entorno da cidade, faz com que sejam necessários cuidados específicos para cada qual, como o escalonamento dos plantios. Os Gellert possuem maquinários e caminhões próprios, mas, mesmo assim, para dar conta do intenso fluxo durante a colheita, recorrem também a prestadores de serviços. No ano passado, o escalonamento acabou salvando grande parte da lavoura, uma vez que a chuvarada estragou apenas uma parte da colheita.

Dia de Campo - O Rally Cocamar Bayer e Spraytec de Produtividade viajou ao norte do estado em companhia do coordenador técnico de culturas anuais da Cocamar, Rafael Furlanetto. Na próxima sexta-feira (17/03), a equipe estará em Iporã, região de Umuarama, onde participa, a partir das 9h30m, do Dia de Campo sobre Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) na Unidade de Difusão de Tecnologias (UDT) local, da Cocamar.

Patrocínio - Além das empresas Bayer e Spraytec, o circuito conta com o patrocínio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Zacarias Chevrolet e Sancor Seguros, com o apoio do Comitê Estratégico Soja Brasil (Cesb).

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 17/03/2017 às 16:20hs
Fonte: Imprensa Cocamar
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: