Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Chuva prejudica colheita da soja em grande parte do BR

Áreas de instabilidade atuam sobre grande parte do país nesta segunda-feira, principalmente sobre várias áreas de Mato Grosso, de Goiás, do Mato Grosso do Sul, de São Paulo, bem como em diversas localidades do Maranhão, Tocantins, Piauí, Bahia, incluindo o Pará e Rondônia, com chuvas quase que intermitentes. Elas têm atrapalhado o pleno andamento da colheita da soja e consequentemente o posterior plantio das lavouras de segunda safra. E essas áreas de instabilidade continuarão deixando o tempo instável e com possibilidades para chuva a qualquer hora do dia nesta segunda-feira e somente o Rio Grande do Sul é que terá um dia de tempo aberto e sem previsão de chuva.

Tendência

A tendência para toda essa semana é de chuva em grande parte do Brasil, hora na forma de pancadas, hora mais generalizadas e continuas. Desse modo, a tendência é que a colheita e plantio, além dos trabalhos de pulverização sejam prejudicados. Não dá para falar que haverá quebra na produtividade das lavouras e nem tão pouco na qualidade dos grãos, já que as chuvas ao longo desta semana não virão na forma de invernada, mais sim, na forma de pancadas. Mas é fato que essa semana não será tão tranquila aos produtores como vinha ocorrendo nas últimas duas semanas, onde o percentual de área colhida e plantada deu um salto gigantesco. Outro fator que poderá chamar bastante a atenção dos produtores essa semana será o aumento considerável de focos de doenças, já que tais condições são extremamente favoráveis a proliferação dos esporos.

Na faixa oeste do Paraná, a situação ainda continua bastante delicada, já que ainda há previsão de chuva para essa semana. Como essas chuvas não estão dando trégua há mais de 40 dias, muitas produtores já preveem prejuízos significativos em suas propriedades, e tudo leva a crer que eles tendem a aumentar até o final desta semana.

Para as culturas do café e cana-de-açúcar, o tempo mais fechado e com chuvas quase que diárias, mesmo na forma de pancadas, manterão as condições extremamente favoráveis ao desenvolvimento delas. Nenhuma grande anomalia que possa trazer prejuízos a essas culturas têm sido observada ao longo desse período. O mesmo ocorre com as pastagens.

Paraguai e Argentina

Com relação ao Paraguai e a Argentina, as chuvas continuarão atrapalhando a realização da colheita da soja no Paraguai ao longo desta semana, já que os mapas de previsão sinalizam chuvas pelo menos até quarta-feira. Na Argentina, a semana será marcada por tempo seco e sem previsão de chuva nas principais regiões produtoras. Porém, a partir desse próximo final de semana as chuvas retornam a todas as regiões produtoras em bons volumes. Isso ameniza o déficit hídrico desta semana.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 30/01/2018 às 11:30hs
Fonte: Climatempo
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: