Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Café: Diminui índice de doenças nas lavouras do Triângulo Mineiro, aponta Procafé

O número médio de ferrugem caiu de 54% para 35,9% de folhas infectadas nos talhões verificados devido à intensa desfolha. Já de bicho mineiro estão em 41,4% e de phoma também recuaram e estão em 5,8% de folhas infecatadas.

A ferrugem causa queda das folhas dos cafezais, resseca os ramos produtivos, afeta o desenvolvimento dos botões florais e, consequentemente, reduz o potencial produtivo da safra. A doença está associada à alta umidade, chuvas frequentes e ambientes sombreados. Já o bicho mineiro é uma praga que faz com que as lavouras percam áreas consideráveis de folhas tornando-as mais fracas e compromete a produção na safra.

Vale lembrar que as lavouras de café da safra 2017/18 de café do Brasil estão em plena colheita.

"Os índices pluviométricos nas três regiões foram próximos às médias normais, permitindo a continuidade dos níveis adequados da água no solo já observados em maio, exceto em Patrocínio, onde se configura déficit hídrico da ordem de 12 mm. Não é necessário, por enquanto, proceder às irrigações, principalmente devido ao fato dos cafeeiros estarem em período de menor desenvolvimento vegetativo e produtivo (fase de repouso)", disse no boletim a Procafé que ainda alerta os produtores para o período de carência entre aplicação de produtos e colheita.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 14/07/2017 às 14:00hs
Fonte: Notícias Agrícolas
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: