Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

BSCA abre inscrições para primeiro curso de formação de Q-Graders

A Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) informa que estão abertas as inscrições para o seu primeiro curso de formação de Q-Graders em 2018. A capacitação será realizada entre 19 e 24 de março, na sede da entidade, em Varginha (MG), das 8h às 18h, com aulas ministradas pelo instrutor Joel Shuler, da Casa Brasil.

Os profissionais que obtêm o certificado de Q-Grader se qualificam como provadores e classificadores de café mundialmente reconhecidos pelo Instituto de Qualidade do Café (Coffee Quality Institute – CQI), entidade internacional, sediada nos EUA, que trabalha para a evolução da qualidade cafeeira global através de treinamentos e exames práticos, os quais permitem o desenvolvimento de competências para a análise sensorial, além da habilidade em avaliar os defeitos da bebida.

O curso é limitado a 20 vagas e os alunos serão submetidos a treinamentos e exames desenvolvidos com base na metodologia da antiga Specialty Coffee American Association (SCAA), atualmente Specialty Coffee Association (SCA). As aulas contêm exercícios teóricos e práticos. Ao final, os alunos realizam exames para buscarem a obtenção da “Licença Q-Grader”, que os capacitará para atuarem no comércio de cafés com qualidade certificada.

O EXAME

A formação de um Q-Grader envolve o conhecimento de todas as etapas da produção de café. O curso é composto por 22 ações sobre assuntos relacionados com o produto, como a classificação, a identificação de torra, as habilidades sensoriais e a triangulação sensorial.

Os itens abordados nos exames são: conhecimentos gerais do café, testes de habilidade sensorial, olfativo, de triangulação, de ácidos orgânicos, de torra e testes de xícaras, além de identificação de amostras de torras e café verde.

PRÉ Q-GRADER

A BSCA também realizará, neste ano, de 26 a 28 de março, o curso “Pré Q-Grader”, que é um preparatório para o curso principal, também focando o desenvolvimento de competências para a análise sensorial e avaliação dos defeitos da bebida. Em ambos, os alunos também se tornam aptos a identificar cafés de várias origens, como, por exemplo, Etiópia, Quênia, Indonésia, Colômbia, Guatemala e Brasil.

Nessa preparação prévia, o aluno conta com informações para realizar a prova teórica, mas não efetiva sua realização, que se dá apenas no curso de formação de Q-Graders. O diferencial desse treinamento é que o aluno obtém uma bagagem de conhecimento que facilita a realização do curso oficial e também a obtenção do certificado de Q-Grader.

CALIBRAGEM E RETAKES

A BSCA realizará, ainda, a Calibragem de Q-Graders, no dia 25 de março, sob a instrução de Joel Shuler. Esse processo é necessário porque os profissionais já certificados precisam passar por uma atualização a cada três anos, que permita a continuidade da participação nos processos de certificação de cafés Q-Grader e da utilização do logotipo “Q” e da nomenclatura “Licensed Q-Grader”. Para os alunos que já participaram do curso de Q-Grader e precisam refazer seus exames, a Associação também disponibilizará vagas para “retakes”. Para se inscrever, o interessado deverá entrar em contato diretamente com a BSCA, através do e-mail Simone@bsca.com.br.

Mais informações: http://bsca.com.br/qgrader.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 30/01/2018 às 07:20hs
Fonte: BSCA – Assessoria de Comunicação
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: