Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Brasil fora do topo de exportação de alimentos para China

Um novo estudo do Departamento da Agricultura dos Estados Unidos (USDA) sobre os alimentos para consumo humano importados na costa leste da China revela dados muitos importantes sobre o padrão de consumo chinês. A consulta a mais de 1.300 consumidores de quatro grandes cidades não coloca o Brasil no ranking dos principais envios de alimentos ao consumidor final ao gigante asiático.

O mercado de alimentos importados das cidades de Shanghai, Wuhan, Nanjing e Ningbo é de US$ 10 bilhões. A participação dos Estados Unidos neste mercado é de US$ 2,3 bilhões com principalmente fruitas, lácteos vinho e cerveja. A cidade de Shanghai possui aproximadamente 60% das compras internacionais dos quatro municípios.

A pesquisa revela que os hábitos dos consumidores de alimentos importados na China revelam que são pessoas de altíssimo poder aquisitivo que leva em conta o valor nutricional dos produtos, o sabor e a segurança. O valor, segundo o estudo, não é considerado uma das principais questões para estes consumidores. Poucas informações nos pacotes dos produtos foi uma das principais reclamações dos entrevistados.

O gasto por entrevistado com alimentos importados na pesquisa do USDA foi de US$ 1.500 anualmente. Os outros líderes nos envios desses produtos, além dos Estados Unidos, são Austrália, Nova Zelândia, União Europeia e os países do sudeste da Ásia, como Malásia. Os Estados Unidos lideram os envios de produtos à base de porcos, enquanto a União Europeia lidera nas exportações de laticínios.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 13/03/2018 às 14:00hs
Fonte: Agrolink
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: