Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Aurora Alimentos promove Seminário de Rações com cooperativas filiadas

Responsável por cerca de 70% do custo de produção, a alimentação adequada e balanceada faz toda a diferença. Com seis fábricas de rações espalhadas por Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, a Cooperativa Central Aurora Alimentos investe na produção de alimentação adequada para suínos e aves.

Com o objetivo de atualizar informações sobre a produção de rações e alinhar as ações das fábricas das cooperativas filiadas, a Aurora Alimentos promoveu o VIII Simpósio de Rações com a presença de representantes de 25 fábricas de rações.

Durante as palestras foram abordados assuntos relativos a manutenção das fábricas, processo de mistura, adição de micros, adição de líquidos, quebras de estoques, conceitos básicos de pré-misturas além dos principais indicadores de fábrica de rações e seus desdobramentos. Além destes assuntos houve palestra sobre o uso da tecnologia NIR’s como ferramenta de suporte e finalmente uma abordagem sobre segregação de matérias primas.

Palestraram sobre estes assuntos o Eng. Maycon Sanders da Bühler, Antônio Klein da Agropec, Adriana Toscan da Adisseo e o Dr. Rodrigo Toledo da Aurora.

O evento, que teve a coordenação do supervisor de controle de qualidade de rações da Aurora Alimentos Arielson da Luz de Lima, reuniu especialistas na área para estabelecer um panorama atualizado das técnicas de produção de rações. De acordo com o diretor de agropecuária da Aurora Alimentos, Marcos Antônio Zordan, a nutrição é a base da produtividade.

“Uma ração de qualidade interfere diretamente nos bons resultados que alcançamos nos últimos anos. Somente em 2016 foram abatidos 4 milhões 546 mil cabeças de suínos e 247 milhões de frangos, com aumentos significativos em relação ao ano anterior”, observa Zordan.

O gerente de produção de rações da Aurora Alimentos Giovani Nery explica que a Cooperativa conta com fábricas de rações nos municípios de Chapecó, Erechim, Cunha Porã, Guatambu, Xaxim e Mandaguari, além das fábricas das Cooperativas Filiadas que também contribuem no processo de alimentação dos animais. “A média de produção de rações chega a 200.000 toneladas/mês”, complementa.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 11/10/2017 às 07:00hs
Fonte: MB Comunicação Empresarial/Organizacional
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: