Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Aplicativo para celulares ajuda na recuperação de nascentes

O aplicativo desenvolvido pela Universidade Federal de Lavras (UFLA) irá conectar produtores inscritos no Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural (SICAR), com pessoas e instituições que queiram investir na proteção e recuperação das nascentes.

A ferramenta ainda permite a participação de prestadores de serviços e fornecedores de insumos. O aplicativo faz parte do projeto do mesmo nome, do Ministério do Meio Ambiente, que visa proteger e recuperar nascentes e áreas de preservação permanente (APP) de cursos d'água, para contribuir com o enfrentamento a crise hídrica que assola diversas regiões do País.

O aplicativo identifica nascentes localizadas em um raio de até 50 km do interessado em adotar uma nascente. O procedimento começa com a escolha do local e o contato com o proprietário do imóvel rural. Dali em diante, inicia-se uma troca de informações pelo chat do aplicativo.

A ferramenta permite que os colaboradores sejam avaliados, formando um ranking dos melhores proprietários de áreas, prestadores de serviços e patrocinadores. As informações compartilhadas serão protegidas. O investimento de um colaborador na recuperação de uma área não gera nenhum direito sobre a área apoiada.

O programa também poderá colher informações sobre novas nascentes detectadas pelos usuários, como, por exemplo, as localizadas em áreas urbanas. As informações irão alimentar o banco de dados do SICAR.

Proteção da água

Para criar o programa, o Ministério do Meio Ambiente se baseou nas pesquisas socioambientais realizadas pelo Inventário Florestal Nacional (IFN). Elas mostram que a população reconhece a relação entre floresta e produção de água. Mais de 70% dos entrevistados responderam que o principal serviço ambiental das florestas é a produção de água e proteção de nascentes.

Outra fonte de dados para a criação dos Plantadores de Rios foi o SICAR. O sistema, que gere o Cadastro Ambiental Rural, já tem mapeados mais de 15 milhões de hectares de áreas de preservação permanentes. Desse total, cerca de seis milhões de hectares precisam ser recuperados. No sistema, estão cadastradas cerca de 1,5 milhão de nascentes.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 03/07/2017 às 08:00hs
Fonte: UFLA
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: