Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Apicultores e meliponicultores gaúchos recebem informações sobre como combater a mortandade de abelhas

Parceiros no combate à mortandade de abelhas e atendendo a demandas de apicultores e meliponicultores gaúchos, a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi), por meio da Câmara Setorial de Apicultura e Meliponicultura, e a Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembleia Legislativa lançam ações de conscientização para o setor. Nesta quinta-feira (20), o deputado estadual e presidente da Comissão, Adolfo Brito, entregou oficialmente para o secretário Ernani Polo fôlderes e cartazes produzidos pela Casa Legislativa. A campanha será lançada durante o Seminário Estadual de Apicultura e Meliponicultura, que ocorre de 10 a 12 de agosto, no município de São Gabriel.

Segundo o coordenador técnico da CS de Apicultura e Meliponicultura da Seapi, Nadilson Ferreira, a ideia é criar um banco de dados com o cadastro de produtores que atuam no Rio Grande do Sul e orientar sobre como agir no caso de mortandade de abelhas. “Hoje, devem existir no Estado cerca de 30 mil apicultores e sete mil meliponicultores. Mas precisamos saber qual o público exato, para auxiliarmos no crescimento da atividade com sustentabilidade”, explicou. O cadastramento deverá ser feito junto às Inspetorias de Defesa Agropecuária da Seapi de cada município.

Conforme Ferreira, a média de perda de abelhas é de 30% a 40% por ano no Rio Grande do Sul. “E é provável que grande parte dessa perda se deva ao uso indevido de agrotóxicos”, esclareceu.

O deputado Britto elogiou o trabalho realizado em conjunto com outras entidades e prometeu se empenhar na aprovação do Projeto de Lei que tramita na Assembleia Legislativa e que cria mecanismos legais para o desenvolvimento e o aprimoramento do setor.

“O nosso papel é defender os produtores gaúchos. Nesse sentido, temos trabalhado para organizar esse setor, com todas as suas peculiaridades”, afirmou o secretário Polo. De acordo com ele, é preciso buscar o equilíbrio e a razoabilidade entre os diferentes setores da agricultura. “Estimulamos e apoiamos a produção orgânica e ecológica. Com a campanha, vamos levar a informação para que os produtores possam trabalhar preventivamente”.

Estiveram na reunião também o chefe de gabinete do deputado estadual Valdeci Oliveira, Genil Pavan; o diretor do Departamento de Defesa Agropecuária da Seapi, Antonio Carlos Ferreira Neto; o secretário-executivo da Federação Apícola do Rio Grande do Sul, Rogério Dalló; o assessor da Casa Civil, Sérgio Muskow; além de assessores da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembleia Legislativa.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 24/07/2017 às 18:10hs
Fonte: Assessoria de Comunicação Social Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação RS
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: