Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Algas marinhas aumentam a produção e a qualidade das plantações de uva e banana

Em Petrolina (PE), o Algen foi aplicado com sucesso em uma plantação de uva Itália: 60 dias após a colheita, a uva continuava intacta, sem manchas, e as cascas mais fortes, proporcionaram firmeza nos gomos. Em outra plantação, desta vez de banana, em Corupá, SC, a aplicação do Algen resultou em um aumento de 10% na produtividade durante a colheita. Estes estudos comprovam que os fertilizantes à base da alga marinha Lithothamnium trazem diversos benefícios para as plantações. Um exemplo é a linha Algen, desenvolvida pela Oceana Brasil, que vem comprovando seus resultados no campo.

Com mais de 70 nutrientes, os fertilizantes baseados na alga Lithothamnium aumentam a produtividade das lavouras e melhoram a qualidade do solo e dos alimentos cultivados. O Algen, produto desenvolvido pela Oceana, apresenta resultados excelentes em diversos tipos de cultura, inclusive na horticultura. Nas plantações de banana em Santa Catarina foi constatada uma melhora expressiva na qualidade e na fertilidade do solo, com aumento de nutrientes essenciais, como cálcio e fósforo, encontrados em abundância na alga. Esse resultado deixou os produtores animados com a perspectiva das novas safras. A região Norte é a maior produtora de banana do Estado, responsável por 58% da produção.

As plantações de uva Itália em Petrolina (PE), por sua vez, também apresentaram aumento na durabilidade da fruta após o uso do Algen. A região é uma das mais tradicionais no mercado de exportação de uvas, pela facilidade de logística e o clima tropical, que possibilitam várias colheitas ao ano, conforme dados de institutos de pesquisa. Segundo Ricardo Macedo, gerente pesquisa e desenvolvimento da Oceana, “o Algen pode substituir o uso de fontes salinas de cálcio e de fontes químicas de fósforo, reduzindo assim a quantidade de sais aplicados no solo, ao mesmo tempo, melhorando a qualidade pós-colheita dos frutos de uva”.

Os fertilizantes da Oceana Brasil à base da alga marinha Lithothamnium são certificados para uso em produtos orgânicos, pois além de 100% naturais, comprovadamente tem o maior grau de pureza do mercado. A Lithothamnium extraída pela Oceana cresce em um ambiente ideal, com correntes marítimas e incidência solar únicas no mundo. A empresa trabalha e investe em pesquisas e tecnologia de ponta e no controle e monitoramento da vida biológica, para manter o equilíbrio ambiental da região da jazida e garantir a qualidade dos produtos.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 09/03/2018 às 15:20hs
Fonte: Press Services Soluções Integradas em Comunicação
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: