Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Agro tem superavit de US$ 4,92 bi no comércio exterior em janeiro

As exportações do agronegócio em janeiro somaram US$ 6,16 bilhões, alta de 4,9% ante os US$ 5,87 bilhões de janeiro do ano passado. As importações recuaram 2,7%, de US$ 1,27 bilhão para US$ 1,24 bilhão. Com isso o resultado do setor foi de superávit de US$ 4,92 bilhões, 6,9% acima dos US$ 4,60 bilhões obtidos em janeiro de 2017. Em nota, o Ministério da Agricultura disse que os cinco principais produtos exportados foram carnes (19,3% do total); produtos florestais (18,7%); complexo soja (16,8%); complexo sucroalcooleiro (10,3%); e cereais, farinhas e preparações (8,9%).

"Estes cinco setores foram responsáveis por 73,8% do total das exportações do agronegócio nesse mês de janeiro de 2018. Em janeiro de 2017, os mesmos setores foram responsáveis por 76,3% do total exportado", diz a pasta. "Essa diminuição de participação ocorreu, principalmente, em função da queda de participação do complexo sucroalcooleiro nas vendas do agronegócio, que perderam participação relativa de 17,5% em janeiro de 2017 para 10,3% em janeiro de 2018."

As vendas externas de carnes somaram US$ 1,19 bilhão, queda de 2,3% ante janeiro do ano passado. "A carne bovina se destacou, com incremento de 24,2%, passando de US$ 417,52 milhões em janeiro de 2017 para US$ 518,41 milhões em janeiro de 2018. Houve expansão tanto da quantidade exportada (+15,7%) de carne bovina como do preço médio de exportação (+7,3%)."

O complexo soja superou a marca de US$ 1 bilhão em vendas externas, chegando a US$ 1,03 bilhão (+7,4%), valor recorde para janeiro. "A forte expansão na quantidade exportada de soja em grão (+71,5%), com valor e volume recorde para o mês, possibilitou o aumento do valor exportado, mesmo com a queda de 5% no preço médio", disse o ministério. "As vendas externas de soja em grão foram de US$ 594,26 milhões (+62,9%), enquanto as exportações de farelo caíram 26,2%, atingindo US$ 395,38 milhões, e as exportações de óleo diminuíram 30,3%, com vendas externas de US$ 42,21 milhões."

As vendas do complexo sucroalcooleiro recuaram de US$ 1,03 bilhão em janeiro de 2017 para US$ 634,01 milhões. A quantidade exportada de açúcar caiu 29,2%, e o preço médio recuou 16,8%. "Com efeito, as vendas externas de açúcar passaram de US$ 955,40 milhões para US$ 562,54 milhões. As exportações de álcool também diminuíram, de US$ 71,54 milhões para US$ 70,08 milhões (-2%)."

Ainda conforme o ministério, os principais produtos importados foram trigo (US$ 124,32 milhões, +18,3%); papel (US$ 80,82 milhões, +33,7%); álcool etílico (US$ 73,11 milhões, -14,9%); vestuário e outros produtos têxteis (US$ 50,10 milhões, +13,6%); salmões (US$ 46,20 milhões, +4,3%); azeite de oliva (US$ 37,30 milhões, +77,8%); batatas preparadas (US$ 31,33 milhões, +25,1%); borracha natural (US$ 29,80 milhões, +6,7%); cacau inteiro ou partido (US$ 28,32 milhões, +24,8%); filé de peixe, congelados (US$ 27,90 milhões, -13,6%).

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 14/02/2018 às 20:00hs
Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: