Olá, Visitante Entre Cadastre-se EAD

Portal do Agronegócio

Agrishow recebe as soluções da CASP voltadas para a armazenagem de grãos

A CASP está mais uma vez presente na 25ª edição da Agrishow – Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, marcada entre os dias 30 de abril e 4 de maio, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Com unidade fabril em Amparo (SP), unidades comerciais em Maringá (PR) e Itaberaí (GO), e mais de 400 colaboradores, a CASP sempre prezou por oferecer soluções criativas e rentáveis para seus clientes.

A expectativa dos organizadores é de que mais de 150 mil pessoas passem pela exposição, considerada a mais completa feira de agronegócio da América Latina. Durante a feira serão apresentadas soluções em equipamentos que operam na recepção, limpeza, secagem, armazenagem e expedição de grãos. Por causa do tamanho, os equipamentos da CASP não ficam em exposição.

Dados do último levantamento feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgados no dia 10 de abril, estimam que a produção brasileira de grãos na safra 2017/18 deverá alcançar 229,53 milhões de toneladas, uma queda de 3,4% em comparação com a safra recorde do período anterior 2016/17, que foi de 237,67 milhões de t.

Conforme o relatório da Conab, o desempenho é “resultado do avanço da colheita da soja e do milho primeira safra, que tem confirmado boas produtividades e uma estimativa maior da área de milho segunda safra”. “Apesar desse resultado ser 3,4% menor que o da última safra, o Brasil deve colher a segunda maior safra da história”, informa a Conab.

Com o ritmo forte na produção nacional de grãos nos últimos anos, a armazenagem torna-se cada vez mais necessária. Sem um sistema de armazenagem, a produção agrícola sobrecarrega as estradas, aumenta o custo de produção, aumentam os riscos de acidentes, sobrecarrega a já precária estrutura portuária e eleva-se o valor dos fretes.

“A falta de unidades deixa boa parte dos grãos produzidos sem a possibilidade de armazenagem, o que significa fretes mais caros e preços mais baixos para os produtores. Consequentemente, a margem de lucro é bem menor”, explica Andréa Hollman, Executiva Principal da Unidade Armazenagem de Grãos.

Uma solução que se apresenta muito viável é a construção de silos para armazenagem nas fazendas. “A iniciativa permite manter os grãos por perto e ter controle sobre o que é produzido, permitindo comercializar os grãos em momento mais rentável, evitando perda de dinheiro na pós-colheita”, detalha a executiva da CASP.

Soluções para confinamentos - A opção pelo armazenamento não se restringe apenas aos agricultores, mas é indicado também para pecuaristas que investem em infraestrutura adequada em suas propriedades visando a terminação de bovinos em confinamento.

Quando o confinamento é de pequeno a médio porte, o produtor pode optar pelo silo fundo cônico de 60º, que armazena até 33 toneladas de ração. Acompanhado do distribuidor e dosador de ração, o abastecimento dos cochos é feito automaticamente, diminuindo tempo e custo com mão-de-obra.

Já em confinamentos de grande porte, o produtor tem a opção dos silos de fundo plano que armazenam grandes quantidades (acima de 70 toneladas), elevadores (transportadores) e silos elevados que recebem e repassam a ração em menor quantidade para o misturador de ração ou abastece diretamente o carrinho/distribuidor, que levará a ração até o local do trato.

Imprensa:
Enviar matéria
Data de Publicação: 03/05/2018 às 13:40hs
Fonte: Assessoria de Comunicação CASP
◄ Leia outras notícias
Portal do Agronegócio © Copyright 2013 Portal do Agronegócio. Desenvolvido por: